Araguaya: A Conspiração do Silêncio

Val-André Mutran

"Perdura a inquietação"

Ao custo básico de R$ 100.000,00, a cópia à distribuir. Afora, a garantia de exibição das salas dispostas ao desafio da exibição da película. Araguaya: A Conspiração do Silêncio, filme ficcional do cineasta Ronaldo Duque, premiado com láurea festivais afora. Mostra, renitente, a dificuldade, hoje enfrentada, por realizadores de nosso país.
A película, não pode pode por razões evidentes, alcançar o antigo "Cine Marrocos", em Marabá.
Não fosse o perdão contextual. Duque, no fundo transparente de sua generosa alma, viabilizado, por vontade própria, a bancar a exibição do circuito nacional de sua tão aguardada obra, em Marabá: lamenta.
Afinal, quando destacado fora, ao lado de sua saudosa mulher, ouviram, como jornalistas e cidadãos, um rumor de algo muito estranho e secreto, que estaria em curso, numa terra distante; mormente: na enchente que abrigava, então, a gente qualquer de Marabá, sob a conversa em tom de segredo, d'uma gente que operava, lá, longe; no meio da mata, uma conversa esquisita de trabalhar, resistir e ocupar!
O Cine Marrocos, em Marabá, bem que poderia exibir o filme.

3 comentários:

Juvencio de Arruda disse...

Mas voce tem toda razão, amigo.
Conheço o Duque, visitei a cidade cenográfica em Benevides,e assisti a uma fita com oito minutos das filmagens.
Seria muito importante que Marabá pudesse assistir o filme.
Abs.

Val-André Mutran disse...

Com a palavra o cidadão Sebastião. Irmão de...!

Val-André Mutran disse...

Juvêncio. Homem feito: chorei. Lindo filme.