Deputados homenageiam 94 anos de Marabá

Deputado Federal Wandenkolk Gonçalves (PSDB-PA)
Hoje é um dia muito importante para todos nós, paraenses, em especial para o povo do Município de Marabá, em que Marabá completa 94 anos de emancipação política e administrativa.

Marabá é referência não só no Estado do Pará, mas também em todo o Brasil, como um município pujante na sua economia, que tem uma característica toda especial na sua cultura e no seu dinamismo.

O nosso município abriga gente de todos os rincões do País. Aliás, poder-se-ia dizer que Marabá é a síntese do Brasil. Paranaenses, gaúchos, capixabas, nordestinos, mineiros, paulistas, goianos foram para nossa terra nos ajudar a crescer e a desenvolver nosso município.

Marabá sofreu uma enorme explosão demográfica. Foram criados vários bairros, aumentando, significativamente, sua população, tais como, Cidade Nova, São Félix, Nova Marabá e Marabá Pioneira, que se integraram aos outros bairros, como Morada Nova, Santa Rosa, Amapá e Cabelo Seco. Enfim, há tantos outros bairros pujantes, como o Novo Horizonte e Liberdade, que fazem de Marabá uma referência não apenas para o Pará, mas também para todo o Brasil.

Falo da Marabá das belezas naturais, da Marabá da Praia do Tucunaré, da Marabá do Rio Tocantins, da Marabá do Rio Itacaiúnas, da Marabá do saudoso Pirucaba, da Marabá da base econômica que começa a contribuir significativamente para a balança comercial do País, da Marabá do distrito industrial, da Marabá da verticalização mineral, da Marabá dos commodities minerais, da Marabá do ferrogusa, da Marabá dos minérios, enfim, da Marabá que passou vários ciclos contribuindo com esta Nação: ciclo da borracha, da castanha, da madeira, do ouro, dos diamantes.

Tudo isso faz de Marabá um município importante e significativo no contexto da Nação.
Mas Marabá, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, precisa ter, por parte do Poder Público, quer seja estadual, quer seja federal, uma contribuição e o reconhecimento da importância que tem no contexto desse desenvolvimento. É preciso que se olhe com bastante atenção as dificuldades de se implantarem projetos em áreas distantes da Capital brasileira e as diversidades regionais.

Marabá precisa, para o seu desenvolvimento, de projetos infra-estruturais, que alavanquem a cultura. Temos o Festival da Canção Marabaense, a Feira da Indústria e do Comércio, o Maraluar, que é uma beleza, um ícone dentro do projeto cultural do País, mas Marabá precisa, principalmente, de uma atenção para a educação. Sras. e Srs. Deputados, viemos à tribuna pedir a V.Exas., que representam vários Estados do País, que nos ajudem a aprovar um projeto,que seria um verdadeiro presente para aquela gente, para o nosso Estado e para a Nação: a criação da Universidade Federal do Carajás.

Sabemos, Deputado Paulo Piau, que o seu Estado, por exemplo, tem mais de 10 universidades, exatamente 12. Não mudaremos a situação de um povo, não mudaremos um projeto político, um projeto econômico, um projeto social se não estivermos fincados em um projeto educacional.

Marabá, que já contribuiu tanto e continua contribuindo com a Nação, precisa desse reconhecimento, para que possa cognominar-se Marabá, a cidade universitária do Norte do País. Marabá precisa, enfim, que se dê atenção à verticalização mineral e precisa de profissionais nessa área, como também, na área do agronegócio, uma pujança grande, na área da cultura, da educação, até para a formação de professores, na área das Ciências Exatas, da matemática, da química, da física, para justamente vir ao encontro do que prega o FUNDEB, para que possamos alavancar a cultura através da educação.

Portanto, Sr. Presidente, Sras. e Srs. Deputados, volto mais uma vez a pedir encarecidamente a cada uma das senhoras, a cada um dos senhores, que nos ajudem em um espaço de tempo bem curto, em urgência urgentíssima, a criar a Universidade Federal do Carajás. Estamos fincando ali a futura ponte, a futura pedra do Estado do Carajás, tendo Marabá como Capital. Não tenho dúvida alguma de que o povo haverá de reconhecer essa possibilidade política concreta de desenvolvimento do País.

Sempre repito que nós no Pará temos uma maneira de contribuir com o desenvolvimento do País, é desenvolvendo nosso próprio Estado. Só se desenvolve um Estado desenvolvendo seus municípios.Peço a V.Exa., Sr. Presidente, que insira nos Anais da Casa um documento trazido pela Secretaria de Cultura de Marabá que tem, no seu bojo, o Hino de Marabá. Precisamos realmente fazer-lhe referência, para mostrar que nós, da Amazônia, não somos problemas, somos soluções para o País.

Muito obrigado, Sr. Presidente.

Nenhum comentário: