Atrasos na ida e na volta

Fotos: Val-André Mutran, by Nokia

A IDA
Embarquei na última sexta-feira, 20 para alguns dias de descanço em Marabá, minha terra natal.
Embarquei não, tentei embarcar.














Chegamos as 20h00 para o check-in no vôo da Gol que deveria sair de Brasília às 9h30. Confusão, aborrecimento e um monumental atraso é o que me esperava na longa noite.

















Às 3h40 da manhã, o saguão já estava tomado por policiais da tropa de choque da Polícia Militar de Brasília, que posicionou-se para evitar que passageiros com os nervos à flôr da pele quebrassem tudo por alí, dentre eles eu e minha Lúcia.

Com a legislação na mão, procurei a supervisora da Gol, pois, tinha uma reunião agendada no sábado às 8h00 com lideranças políticas do Comitê Pró-Carajás.

Valéria se chama o nome da tal supervisora que me tratou mal desde o início de minhas argüições.

Falei à mal educada senhora que após 4 horas de atraso a Gol tinha a obrigação de pagar aos seus passageiros daquele vôo pelo menos um lanche.

Claro que tinha dinheiro para tal, mas, fui conferir se em Brasília, no luxuoso Aeroproto JK, a coisa funcionava sem uma carteirada.

-Não funcionou.

Dirigi-me ao sub-solo onde está localizado o escritório da ANAC. Preenchi um formulário que me foi entregue pelo sargento Rodrigues.

Acompanhei o oficial da ANAC ao piso superior (embarque) e assistí a notificação de R$ 30 mil contra a Gol.

Isso pelo menos aliviou um pouco minha ira. Só sosseguei quando a Gol me pagou um lanche na Praça de Alimentação. O vôo partiu de Brasília às 4h45 da manhã e chegou às 6h17 em Marabá.

A VOLTA
Fui embarcar ontem de volta para Brasília e desta vez com bagagem grande, pois meu filho, Val-André voltaria conosco.

Tinha ainda o mais novo membro da casa, Apollo, um pit bull de três meses, neto de campões importados dos Estados Unidos pelo meu primo Bené Mutran. Um cachorro de revista e belíssimo, com lindos olhos azuis claríssimos.





















Check-in as 6h00 sendo que o vôo da Gol só decolou de Marabá para Brasília às 10h20!

Chegamos somente às 12h36.

Uma vergonha a malha da aviação brasileira.

--------------------
Atualização

Quando acordei, agora a pouco, o Ministro da Defesa Waldir Pires tinha caído.

O blog pensa que tem que cair é toda a cúpula responsável pelo setor aéreo nacional.

4 comentários:

Ely Silva disse...

Olá Val, estou utilizando esta caixa de comentários para pedir encarecidamente que esqueça de enviar novidades a este seus companheiros, Ely Silva, do Kuarto Poder e Waldir Silva, também blogueiro.
Informações como a Logomarca de pro-criação do Estado de Carajás e o estudo de viabilidade de criação do mesmo realizado através do gabinete do deputado Geovani.

Qualquer informação vital do congresso envie para o E-mail Máquina de Noticias.

Yúdice Andrade disse...

Também foste vítima, amigo? Passei este primeiro semestre lamentando não ter nenhuma viagem programada mas, a certa altura, comecei a achar melhor e, hoje, estou convencido de que me dei bem em estacionar na terrinha nestas férias. Vamos ver se, daqui para o final do ano, as coisas ao menos voltam ao que eram antes do vôo 1907 da Gol.
PS - Belíssimo cachorro. Acho uma injustiça a campanha de difamação contra os pit bulls.

Val-André Mutran disse...

Grande Ely. Acho que na frase "Olá Val, estou utilizando esta caixa de comentários para pedir encarecidamente que esqueça de enviar novidades a este seus companheiros, Ely Silva, do Kuarto Poder e Waldir Silva, também blogueiro."

Entendi que faltou um não antes de esqueça!

Claro amigo. O motivo é que estou finalizando um novo programa automatizando essa rotina e seu e-mail, assim como, o do Waldyr já estão cadastrados.

Abs

Val-André Mutran disse...

Olá meu caro professor Yúdice.

Lamento o seu transtorno de não poder viajar de avião, mas, acredito que de agora em diante a coisa deve tomar outro rumo com a troca da múmia
Waldir Pires, um desastrado e despreparado para o cargo.

Deve mudar toda a cúpula do setor ligado ao governo e deve-se, mesmo que com um atraso que custou centenas de vidas humanas e destruiu famílias, ser aplicado pesados investimentos para que, daqui a uns cinco anos, essa pocilga seja novamente respeitada.

Quanto ao pit bull, não cortarei o rabo nem a orelha do Apollo. Ele tem três meses, pesa 11 kg e está com ótima saúde.

Com cinco meses, nosso veterinário aqui em Brasília me indicou um excelente adestrador.

Ele está convivendo perfeitamente com um micro toy poodle de 1 kg que é o xodó da casa.

O veterinário disse que é um cachorro excepcional e sua fama decorre da ingnorância com que são tratados pelos pit boys que os maltratam.

Grande abraço.