Eike financia Sarney e Roseana

Aperta o medo

Além do medo do que pode ser revelado na Operação Navalha, o senador José Sarney desde ontem não dorme com essa operação no Amapá e no Rio de Janeiro nas casas de Eike Batista e do seu mais próximo auxiliar Flávio Godinho. A PF investiga a licitação da concessão da ferrovia entre a região mineradora da Serra do Navio e o porto de Santana.

O pavor é que possam aparecer coisas muito comprometedoras lhe envolvendo. O empresário Eike Batista é o maior doador das campanhas de José Sarney no Amapá, doação de R$ 200 mil e de Roseana Sarney no Maranhão, doação de R$ 1 milhão, em doações oficiais.

Essa licitação que a PF diz que foi dirigida foi em 2006, ano de eleição. As coisas podem ficar incontroláveis para o cansado senador e pode mais uma vez chegar a Roseana Sarney. Eles estão em todas!!!!

Aperta o cerco

A operação da PF que prendeu e investiga o banqueiro Daniel Dantas também pode chegar a José Sarney. Existe uma ligação entre os dois através de José Roberto Neves, muito amigo de José Sarney e de Roseana e que trabalha para Daniel Dantas na área de portos. Pode feder! Estão em todas!!

Brava imprensa

Toda eleição, a mesma coisa. No Maranhão ou no Amapá, quando chegam as eleições, o senador Sarney, tão democrata nos discursos de ex-presidente, e nos artigos na “Folha”, fica com o diabo no corpo e quer eliminar quem o critica. Em 2006, processou dezenas de jornalistas (mais de 30) que lhe faziam oposição e tentou fechar jornais, rádios, “blogs” etc.

Agora, voltou ao mesmo comportamento mussolínico: alem de cobrar uma “indenização moral” de R$220 mil (!), quer pôr na cadeia o bravo jornalista Lourival Bogea, do Jornal Pequeno, do Maranhão.

Fonte: Jornal Pequeno

Nenhum comentário: