Entenda porque os figurões estão encrencados

Três frentes de apuração

O banqueiro Daniel Dantas, dono do grupo Opportunity, foi investigado pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pela CPI dos Correios por suposto envolvimento no mensalão, mesada paga a políticos da base aliada do governo Lula. A partir de dados coletados nessas três frentes de apuração, a 6ª Vara Criminal Federal de São Paulo determinou a abertura de inquérito para apurar crimes como evasão de divisas, lavagem de dinheiro e sonegação fiscal.

As autoridades policiais estimam que o Opportunity Fund, uma offshore no paraíso fiscal das Ilhas Cayman, Caribe, tenha movimentado entre 1992 e 2004 US$ 3 bilhões. Além de Dantas, o megainvestidor Naji Nahas virou alvo da investigação, acusado de praticar os mesmo delitos atribuídos ao dono do Opportunity. Os dois, inclusive, agiriam em parceria.

O nome do ex-prefeito de São Paulo Celso Pitta passou a figurar no inquérito policial como suposto cliente do esquema para trazer dinheiro de paraísos fiscais para o Brasil, recursos que a PF acredita ser fruto de verbas desviadas dos cofres públicos da prefeitura paulistana. Após quatro anos de apuração, a PF realizou na última terça-feira a Operação Satiagraha. (MR)

Nenhum comentário: