A mania de colocar estrelas de salto alto para jogar futebol

É uma praga essa mania de técnicos da seleção brasileira colocar para jogar estrelas de salto alto. Só no primeiro tempo da prorrogação que uma passe de Ronaldinho Gaúcho permitiu o primeiro gol brasileiro contra a seleção de Camarões -- sempre ela.

A tendência éo Brasil ganhar o jogo, porém, sem convencer a sua exigente torcida, afinal, falta para nós brasileiros a tão desejada medalha de ouro olímpica do futebol, único título ainda não conquistado pelos melhores do mundo.

E por falar em caixinha de surpresas, um demente juiz praticamente colocou a Bélgica nas semi-finais em detrimento da equipe da Itália, tal foi a lambança da arbitragem.

Nenhum comentário: