Uma experiência com Baba O´Reiley, do The Who

Foto: Flavya Mutran





















Uma das músicas que quando tive contato pela primeira vez e mudou a minha vida foi Baba O´Reiley, do The Who.

Desde jovem, sempre me senti a vontade na convivência com pessoas mais velhas do que a minha idade.

Detestava, simplesmente, os da minha idade: para mim, idiotas iletrados e filhinhos de papai e mamãe. Eles efetivamente não eram da minha geração.

Era, depois compreendi, um surto de radicalismo da minha parte e foi muito, mas muito difícil superar isso depois.

Fiquem com a minha versão de Baba O´Reiley, do The Who.


4 comentários:

Cris Moreno disse...

Obrigada, Val, pelo carinho.

Adoro você.

Beijos.

Pathy Teixeira disse...

Oi Val, me identifiquei com esse post. Amei a música. Ah, não sei se te contei mas sua irmã foi minha professora de fotojornalismo durante 3 semestres, super bacana a Flavya.

Beijão.

Val-André Mutran disse...

Que bom que você gostou Pathy. Já estava com saudades de tua presença por aqui.
A Flavynha é uma excelente criatura em todos os sentidos.
Beijos para vc.

Pathy Teixeira disse...

E eu estava com saudades de vir. Mas voltei a ativa.

Beijão.