Coração de Eloá bate no peito de uma paraense

O jornalista e cientista político Gaudêncio Torquato informa que o coração da menina Eloá, 15, assassinada de maneira covarde, bate no peito da paraense Maria Augusta, 39. É incrível, mas a receptora se parece com a doadora. A morte de um ser humano abre horizontes de vida para outro. São os desígnios de Deus.

Augusta vive com seu amado e disse que agora vai realizar outro sonho: casar.

Nenhum comentário: