FMI abre linha de crédito para emergentes

>>O FMI anunciou que vai oferecer uma linha de crédito de até US$ 100 bilhões para países como México, Brasil e Coréia do Sul sem suas costumeiras imposições. Tais países são considerados responsáveis o suficiente para ditar suas próprias políticas. Nenhum deles manifestou intenção de usar a linha de crédito.

>>O FMI, a UE e o Banco Mundial aprovaram empréstimo de US$ 25,1 bilhões à Hungria para conter a fuga de capitais a desvalorização da moeda local, o florim. A medida ajudou a aliviar os temores de colapso financeiro nas economias emergentes do Leste Europeu e do Báltico. Como condição, a Hungria terá de cortar seu déficit orçamentário.

>>Brasil e México estão entre os países que fizeram acordo para criar linhas de swap cambial de seus bancos centrais com o Fed, o BC americano. A idéia é dar garantias de que não faltarão dólares nesses mercados. Cada país terá provisões de até US$ 30 bilhões.


Fonte: Wall Street Journal.

Nenhum comentário: