O segredo do sucesso de Obama

Barbara Flynn tem um crachá que diz Old White Woman for Obama. "Porque isso é que não é suposto, que as mulheres brancas mais velhas votem no Obama", explica a rir-se. Com o cabelo branco cortado curto, Flynn tem um ar jovial. Aos 67 anos, empenhou-se numa campanha eleitoral, algo que nunca tinha feito antes na vida (nem pensado fazer): pegou no carro e junto com o marido saiu do seu estado, a Virgínia, e foi até à Carolina do Norte durante as primárias para apoiar Obama. Tem distribuído folhetos e participado em acções para registar novos eleitores. Agora está prestes a fazer pelo seu candidato uma coisa que lhe desagrada - telefonemas a perguntar em quem é que as pessoas vão votar. Desagrada-lhe, mas vai fazê-lo.

Para quem gosta de política, a partir da leitura do lead da reportagem do jornal mais influente de Portugal sobre o candidato democrata à presidência dos Estados Unidos, há um juízo sobre o enorme sucesso que o senador negro está a contabilizar nessa campanha: a força do voluntariado.

Nenhum comentário: