Ninguem dá conta

Apreensões de madeiras este ano lotam dez mil caminhões. A bandidagem de madeireiros piratas só existe porque há comprador para os produtos.

O Ministério do Meio Ambiente, Ibama, Polícia Federal e o meu vizinho sabem disso. Ocorre que as ações são desarticuladas antes mesmo de acontecerem por falta de inteligência no ataque onde está o problema: o receptador.

BELÉM - Dez mil caminhões. Essa seria a quantidade necessária de veículos para transportar os 203 mil metros cúbicos de madeira ilegal apreendidas no Brasil de janeiro até o último dia 31 de outubro. O Pará lidera o ranking de apreensões. Segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), 70.655 m³ da madeira apreendida estava no Estado. Sendo 52.229 m³ em tora e 18.426 m³ de madeira serrada. Em seguida vem o Mato Grosso com 30.573 m³ e Rondônia com 8.775 m³.

Pará, Mato Grosso e Rondônia, aliás, apareceram em todos os relatórios mensais divulgados pelo Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real (Deter) entre os quatro Estados que mais desmataram a Amazônia Legal em 2008. É a partir dos indicativos de desmatamento dos satélites do Deter que as equipes de fiscalização do Ibama vão à campo apurar as irregularidades. São raras as vezes que o desmatamento não é comprovado.

Mais aqui.

blog it

Nenhum comentário: