Alta do dólar e contas a pagar

No freio de arrumação que as empresas são obrigadas a utilizar. A escala continuada de demissões é um dos remédios amargos mais adotados.

Aos trabalhadores com estabilidade no quadro governamental, a certeza de vetos de aumentos salariais é líquido e certo.

Estamos em processo de travessia de um lago o qual não sabemos ao certo a profundidade.

Agora, encontramo-nos com a água acima do joelho, sinalizando para a cintura.

Por razões culturais, o brasileiro é otimista por natureza, gasta sem ter reservas e é ai que mora o perigo.

3 comentários:

Val-André Mutran disse...

Obrigado pela correção João Hélio.

Anônimo disse...

Acho que não é bem assim...

Não concordo com a frase:..."o brasileiro é um otimista por natureza, gasta sem ter reservas e é aí que mora o perigo."

Esse tipo de conduta irresponsável não é típica de nosso povo, que possui um grau de endividamento de cerca de 30% do PIB, está mais para o povo norte-americano, com grau de endividamento de 160% do PIB, ou mesmo europeu, em que muitos países apresentam grau de endividamento superior a 100% do PIB.

É da natureza, sim, de nosso povo o otimismo (eu também sou um deles) e o Brasil sairá muito mais fortalecido dessa crise. Disso eu não tenho dúvidas.

D'Elly

Val-André Mutran disse...

Obrigado pela participação D´Elly, você realmente é um otimista.