A "ira" de Wlad

Íntegra do discurso do deputado federal Wladimir Costa proferido há pouco na Tribuna da CÂmara dos Deputados

O SR. PRESIDENTE (Inocêncio Oliveira) - Concedo a palavra ao Deputado Wladimir Costa. 
V.Exa. dispõe de 3 minutos na tribuna.

O SR. WLADIMIR COSTA (Bloco/PMDB-PA. Sem revisão do orador.) - Muito obrigado, Sr. Presidente. Saudações a todos os Deputados presentes a esta sessão deliberativa da Câmara dos Deputados.

Sr. Presidente, o que nos traz à tribuna é a situação trágica em que o meu querido e amado Estado do Pará tem vivido, no que diz respeito à violência.

O Pará é hoje, lamentável e tristemente, um dos Estados mais violentos do País. Não por falta de boa vontade da Governadora Ana Júlia Carepa — ela até tem feito alguns investimentos na área de segurança pública — , mas por incapacidade e despreparo do atual Delegado-Geral de Polícia, Justiniano Alves, que não entende de polícia e entrou para o quadro da Polícia Civil não para fazer polícia, não para fazer a segurança pública, mas, sim, para praticar o sindicalismo. E não há mal nenhum nisso. Se ele tivesse aprendido a fazer polícia, a defender a integridade física e moral dos cidadãos paraenses, eu me calaria e o aplaudiria. Mas, todos os dias,temos registros de latrocínios, crimes de pedofilia, crimes os mais diversos.

Há poucos dias, perdemos o Dr. Salvador Nahmias, um dos cardiologistas mais respeitados do Estado do Pará. Logo atrás, perdemos o Dr. Paulo Cavaleiro de Macedo, também outro médico renomado. Se eu fosse divulgar os nomes de tantas pessoas que têm perdido suas vidas e de tantas famílias enlutadas, eu precisaria de pelo menos 4 horas.

Todos os dias, lamentavelmente, a imprensa escrita do Estado do Parápublicam tristes e horrorosas imagens de pessoas de bem, de cidadãos, empresários, comerciantes, médicos, funcionários públicos, pessoas humildes que são atacadas na rua, que têm suas vidas ceifadas ou são agredidas.

Faço um apelo à Governadora Ana Júlia Carepa, Governadora do Estado do Pará: Governadora do Estado do Pará, não basta só investir em armamentos. Não adianta somente investir em viaturas policiais. Tem de investir em policiais, colocar gente para dirigir os destinos da segurança pública do Estado do Pará. Pessoas com preparo que conheçam de estratégia, que conheçam planejamento policial, porque o Delegado-Geral de Polícia que a senhora mantém hoje àfrente da Segurança Pública no Estado do Pará é despreparado, é incompetente, não entende de Polícia!

Quero apelar para a sua sensibilidade. Sei que a senhora tem uma grande preocupação com a Segurança Pública do Estado do Pará, mas se a senhora não mudar, poderá, inclusive, ser a próxima vítima. Se não a senhora, algum familiar ou algum assessor, eu, ou qualquer cidadão do Estado do Pará.

Repito: Delegado Justiniano Alves é incapacitado, desqualificado e despreparado para o exercício da importante função de Delegado-Geral de Polícia.

O Estado do Pará está manchado de sangue. Os cidadãos paraenses estão chorando a morte do Dr. Salvador Neemias e tantas outras lágrimas vamos derramar por outros filhos que deverão ter suas vidas ceifadas.

Todos os dias o Estado do Pará tem um registro draconiano de pessoas que são mortas na via pública, em virtude de assaltos que, a todo momento, e a todo instante, em todos os minutos matam, sem dó e sem piedade, pessoas de bem.

Não tem Segurança Pública no Estado do Pará enquanto a nossa Governadora Ana Júlia não colocar imediatamente na rua, exonerar da função Justiniano Alves por incompetência e despreparo para o exercício do cargo de Delegado-Geral daquele Estado.

Muito obrigado, Presidente.

8 comentários:

Star disse...

Se eu for falar de sindicalista desqualificado para o cargo que esta ocupando, eu vou precisar de 4 dias, então...

BOAS FESTAS!
FELIZ ANO NOVO!

El Cid disse...

Nossa polícia é totalmente despreparada, desmotivada e mal paga. Sem falar que muitos policiais que fazem parte de nossa corporação são bandidos fardados e armados. Considero um dos problemas sociais mais graves de nosso estado.

Anônimo disse...

Todos falam em segurança pública, mas ninguém lembra que 60 % dos eleitores de Belém, acaba de ratificar um prefeito que deixa Cem mil crianças fora da escola, ou voces acreditam que essas crianças vão prá onde ?

Anônimo disse...

Todos os paraenses sabem que justiano nada mais é do que testa de ferro do ex-delegado geral benassuly, aquele mesmo , que continua mandando na segurança pública do Pará. Fora Justiniano.

Bia disse...

Bom dia, Val-André:

o discurso do deputado vai bem pela metade. Os relatos sobre a violência são corretos.

O "senão" é que, hierarquicamente, o Delegado Geral tem um Secretário de Segurança acima de si, que coordena e gesta as ações da polícia civil. Refresco para o Dr. Geraldo e pauleira no Delegado Geral é um suspeito ou ingênuo depoimento.

A escolha fica para o leitor.

Abração e boas férias.

Val-André Mutran disse...

Bia.
O Wlad é o "mestre" dos recados.

Anônimo disse...

>>Mato Grosso do Sul concorda com Va-André.
>>E o que dizer do Delegado Fernando de Paula Louzada de MS, que nunca pronunciou a famosa frase "TEJE PRESO". E saibam que o Secretário é um DELEGADO FEDERAL, dá para dormir com um barulho desses?

Anônimo disse...

Nunca gostei do Wlad como deputado. Mais quando a pessoa fala a coisa correta temos que aplaudir.O Wlad tem toda a razão que envolve o Dr. Justiniano, realmente ele não sabe o que é polícia, acredito que nunca tirou um plantão se quer, só sabe dar aulas e ser sindicalista.Você wlad é o primeiro que fala sobre o meu ponto de vista, por isso, merece ser aplaudido.