Ação em família

O Ministério Público Federal no Distrito Federal recorreu ontem ao Tribunal Regional Federal (TRF) da 1ª Região contra decisão da 15ª Vara Federal de Brasília que determinou o arquivamento de ação de improbidade administrativa em que o ex-ministro-chefe da Casa Civil José Dirceu é acusado de favorecer seu filho Zeca Dirceu com a liberação de verbas federais. 

Os recursos beneficiaram a região onde fica Cruzeiro D’Oeste, cidade paranaense administrada por Zeca. Além do ex-ministro, são alvos da ação judicial o filho de Dirceu e o ex-assessor da Casa Civil Waldomiro Diniz. “O Ministério Público Federal, ao contrário do que sustentado pelo juiz sentenciante, apresentou, juntamente com a inicial, provas robustas dos fatos ali deduzidos”, sustenta a procuradora da República Anna Paula Coutinho.
Fonte: Correio Braziliense.

Nenhum comentário: