Candidatos mostram poder de fogo

Mesmo com um grande leque de apoios partidários, analistas observam que não será muito fácil a vitória do candidato peemedebista à presidência da Câmara dos Deputados para o próximo mandato de dois anos que coincide com o fim da 53.a legislatura.

Particularmente discordo, independente das eventuais defecções, leia-se (trairagem) com que operam, até por razões de DNA de algumas figura carimbadas da Casa.

Confira como está a corrida.

Agência Câmara

Dos 20 partidos com assento na Câmara, 18 já definiram o candidato que apoiarão na eleição para a Presidência da Câmara na próxima segunda-feira (2). O deputado Michel Temer (PMDB-SP) recebeu o apoio do maior número de partidos - 14, que se inscreveram hoje como um bloco parlamentar. A candidatura de Aldo Rebelo (PCdoB-SP) é apoiada por três legendas. Ciro Nogueira (PP-PI) recebeu o apoio apenas de seu partido. Osmar Serraglio (PMDB-PR) é candidato avulso do partido e não recebeu apoio oficial.

O Psol ainda não definiu o candidato que apoiará e ainda não tem reunião prevista para definir sua posição. O PRTB, que tem na bancada apenas o deputado Juvenil (MG), também não definiu seu apoio. Também não há previsão de anúncio oficial do partido.

Nenhum comentário: