Lição republicana do reitor I

Conversei esta semana com o reitor da Universidade Federal do Pará (UFPA), Alex Fiúza de Mello que me explicou o por que de antecipar as eleições de sua sucessão. Reeleito, o dirigente universitário estava impedido de novamente oferecer seu nome ao exame da comunidade acadêmica para comandar por mais um mandato a maior universidade federal do Brasil.

Disse-me o maginífico: "A importância da UFPA está acima de vaidades pessoais. Você sabe perfeitamente que apoiei uma candidata e ela não foi eleita. Portanto, durante a discussão do processo eleitoral, o colegiado aprovou a idéia de antecipação do pleito em um semestre", esclareceu.

Acrescentou Fiúza de Mello, que sua idéia foi fundamentada para o bem da universidade, no sentido de ter tempo suficiente de passar ao seu sucessor, todos os detalhes dos programas em curso e demais medidas importantes para o bom andamento do funcionamento da UFPA.

Nenhum comentário: