Parecer vai definir se houve abuso sobre pagamento de horas extras no senado

É sempre a mesma coisa. Quando a porta arromba, o morador instala a tranca. É a imagem perfeita para definir a decisão do 1º secretário do Senado, Heráclito Fortes (DEM-PI), que pediu ao advogado-geral do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Mello, um parecer sobre o pagamento de horas extras a funcionários da Casa durante o recesso de janeiro. A expectativa do senador é que o documento esteja em suas mãos em 48 horas.

Nenhum comentário: