Desgaste e desconfiança: Governo vai mexer na poupança

BOLHA GLOBAL

Presidente Lula afirma que o cálculo do rendimento da caderneta será modificado. Entre as propostas em estudo, estão a limitação de depósitos em R$ 5 mil e a tributação de valores acima de R$ 100 mil

Luiz Inácio Lula da Silva, em solenidade no Buriti, disse que as mudanças serão discutidas com carinho para não prejudicar poupadores

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ontem que o cálculo do rendimento da poupança precisa e vai mudar, mas ponderou que o assunto será discutido “com carinho” para que os poupadores que têm seu dinheiro aplicado na modalidade não saiam prejudicados. “Vou ter uma conversa com o ministro Guido (da Fazenda) e vamos discutir sobre isso com carinho.

Precisamos proteger os poupadores, mas não podemos permitir que pessoas que tenham muito dinheiro apliquem tudo na poupança”, disse o presidente durante solenidade de apresentação dos novos oficiais generais, no Palácio do Buriti.

O presidente disse, ainda, que a poupança existe para salvaguardar os interesses da maioria da população que não tem muito dinheiro. “Para que eles não tenham prejuízo, vamos fazer isso (mudança) com muito cuidado porque queremos preservar o que temos de mais sagrado, que são os poupadores”, completou.

O governo estuda mudanças na poupança porque, com a queda dos juros, hoje em 11,25% ao ano, a rentabilidade tende a ficar muito maior que a dos fundos. Com a queda nas taxas de juro, o presidente defendeu que haja equilíbrio, “porque senão não é mais poupança, passa a ser investimento”. O governo quer mexer na poupança para evitar a migração do dinheiro hoje depositado nos fundos de investimentos. No início deste mês, em Londres, durante o encontro do G-20, grupo dos países mais ricos e emergentes, Lula acenou com a possibilidade de mudança.

Por enquanto, a poupança ainda não lidera o ranking de investimentos no país, mas isso pode mudar nos próximos meses com a queda na taxa básica de juros. Em março, a liderança foi da Bovespa (7,18%), seguida pelo fundos DI e de Renda Fixa, com retornos de 0,87% e 0,91%, respectivamente. Logo após, a caderneta de poupança permitiu um retorno de 0,64%.

Limitações
Na expectativa de novas tesouradas na taxa básica de juros (Selic) — em níveis que podem variar entre 2 e 2,5 pontos porcentuais até junho —, a equipe econômica estuda agora a possibilidade de limitar as aplicações na mais popular aplicação do país até o patamar de R$ 5 mil. Segundo levantamento da equipe econômica, 92% dos depósitos da poupança não ultrapassam a faixa de R$ 5 mil.

Outra proposta em estudo é a da tributação dos rendimentos da poupança para grandes aplicadores. Assim, diluiria a Taxa Referencial (TR) para reduzir os ganhos da caderneta. O limite estudado para iniciar a tributação é de R$ 100 mil, mas o valor sofre oposição dentro do próprio governo e poderá ser elevado. A mudança deve sair por meio de medida provisória nos próximos dias.

O governo, no entanto, teme que ela seja barrada no Congresso, como aconteceu com a CPMF. Se for confirmada, será a primeira intervenção na caderneta desde o confisco da poupança promovido pelo Plano Collor, em março de 1990.

18 comentários:

Anônimo disse...

Quer saber? vou logo tirar meu dinheiro do banco para que nao haja risco de perder como no governo collor.

bidapinguim disse...

MAIS ISSO QUER DIZER QUE VAO TIRAR O DINHEIRO QUE TEMOS NO BANCO IGUAL O PLANO DO COLLOR

Anônimo disse...

legal, quando a gente pensa que vai ter segurança no governo, lá vem essa conversa de economista, tentando resolver os problemas financeiros do país, metendo a mão na poupança.

Val-André Mutran disse...

Eu não quero que ninguém meta a mão na minha poupança anônimo.

Silvio Meneghetti disse...

Leiam com atençao eles nao vao meter a mao no poupança de niguem somente vao limitar o investimento na poupança até 5000,00
Isso obrigando a população manter outros investimentos !!!

Anônimo disse...

Esse é o Governo Lula.

Anônimo disse...

gato escaldado tem medo de agua fria....pelo visto muitos vao tirar o dinheiro q esta na poupança..eu ja tirei o meu. seguro morreu de velho..lembro o q o collor fez, deus me livre..

Luciano Nogueira disse...

Sei lá viu! Até que o governo prove que fucinho de porco não é tomada, o povo ja se assustou! Vou tirar o meu também!

Anônimo disse...

Sei lá viu!! Até que o governo prove que fuçinho de porco não é tomada, o povo já se assustou! Vou tirar o meu também!!!

Anônimo disse...

Não creio que o governo , pensa em fazer com a poupança , o mesmo que o governo collor de Melo fez . pois o atual presidente e seus correligionários foram os que mais criticaram naquela época .
seria muita trairagem não acham , e de mais a mais , estão anunciando as ditas mudanças , não creio que faça tal como o Collor , não creio !
O grande problema é que tem alguns partidinhos fazendo-se de bonzinhos e colocando lenha na fogueira !
Esta cheirando a politicagem para a próxima eleição !

Anônimo disse...

Acreditei neste governo e agora ele ta querendo virar o collor.trabalho duro deixo de fazer muitas coisas para poupar, neste pais nao temos educação saude, por isto guardo o pouquinho que sobra (qdo sobre o que é raro)para qualquer emergencia. Vai mexer com quem tem dinheiro.
Este dinheiro é meu vem do meu trabalho.

Anônimo disse...

Porque nao tributar progressivamente as grandes fortunas ?, os megas rendimentos, as grandes aplicacoes financeiras (especulativas)? Assim seria aparadas certas arestas/discrepancias que a nossa economia apresenta e que chamamos de desigualdade social. E o pobre ? que mal consegue o suficiente para se abster de necessidades basicas,, E a chamada ex-classe media? como eh que fica este pessoal todo?
Num sanduiche de ...Pao com morTadela ?
Se isso acontecer, para onde vai o que render para o governo? Faltou recursos para a Festanca do Governo Federal????
Da licenca !!
Esse Governo tem uma filosofia igual ou parecida com a do Hobin Hood PENA QUE AS INVERSAS !!!

Anônimo disse...

A poupança dos Brasileiros é coisa sagrada que deve ter segurança e rentabilidade, pois para muitas pessoas, que não são Grandes Empresários ou altos funcionários públicos com seus grandes salários e aposentadorias integrais garantidas pelo estado, essa poupança suada que para ter um pouco de segurança é depositada em renda Fixa (poupança, CDB da caixa ou Banco do Brasil.)está sendo ameaça pelo PT e o presidente LULA. Vejamos:
De vez em quando o presidente LULA afirma:- "Quem tem dinheiro sobrando que aplique em qualquer coisa e corra riscos."
- "Não é possivel que pessoas que não geram emprego possam ter lucro algum." Acho que ele pensa que todo mundo pode transforma-se em empresário.
O que podemos perceber é que o presidente LULA acha que quem tem poupança, para ele, é considerado especulador, pessoa que não gera emprego. Acho que ele quer que todo mundo que não é Grande Empresário ou alto funcionário público, que não tem emprego garantido quando fica mais velho e aposentadoria integral, não tenha o direito de fazer poupança segura sendo obrigado a arriscar seu dinheiro nos diversos fundos financeiros vendidos pelos Bancos, inclusive Bancos Federais, que não dão nenhuma segurança ao poupador (e que são chamados de aplicações no setor produtivo).
Acho que o PT e LULA não se preocupam com quem faz poupança e quer ver essas pessoas na miséria para que fiquem dependentes de programas como Bolsa Família e Bolsa escola etc, fazendo parte daqueles que passam a depender dos políticos para que eles mantenham o unico meio de sobrevivencia que lhes restou que são esses programas anteriormente citados.
Atualmento LULA e o PT só incentivam as pessoas a consumirem para aumentar o faturamento e o lucro das empresas. Não se fala em poupança. O problema é que quando vem a crise o lucro gerado pelo consumo dos trabalhadores que foi transformado em lucro de empresários e impostos do governo para, pagar altos salários de funcionarios públicos, não garantem o emprego e a vida de quem consumiu e não fez poupança ou que teve a sua poupança dilapidada pelas politicas do governo.
Quando vem a crise ,no setor público, os seus funcionários tem seus empregos garantidos até conseguem reajustes salarias. Os Grandes empresários são socorridos pelo governo. Mas...
O trabalhador do setor privado que não fez poupança ou aplicou a sua nesses fundos sugeridos pelo governo como aplicações no setor produtivo, esses ficam na miseria esquecidos por todos e se tiverem mais de 40 anos então...
A Ministra Dilma como possivel sucessora do Presidente LULA apenas dara continuidade a essa Pilitica praticada pelo PT.

Anônimo disse...

Nunca estão satisfeitos, sempre tem que roubar mais e mais, nessa quem sofre são os pequenos investidores.
Brasil terra onde os ricos ficam mais ricos e os pobres cada vez mais pobres.

Anônimo disse...

Lula, ja esqueceo que foi bóia fria tambem, metalurgico, e grevista, para conseguir maior salario, pence nisso antes de prejudicar os pequenos poupadores, seje pelo menos um pouco honesto, ANONIMO

Val-André Mutran disse...

Pensar com "c" é ótimo para não dizer outra coisa anônimo.

sandra disse...

É triste saber que não podemos confiar em mais nada e em nenhum governo.
Sempre as pessoas que tem menos recursos acabam se prejudicando pelos que tem maior posse. Se o presidente, os deputados, vereadores, prefeitos, etc. Ganhassem o salário de miséria que a populalão menos favorecida ganham, cuidariam mais deles e dos direitos de cada um deles.
Se os poupadores usam esse recurso para guardar seu dinheiro, é porque estão fazendo planos para ter um pouquinho mais de tranquilidade financeira em uma hora de necessidade!!!!
Por favor façam mais projetos para nos ajudar e não para nos prejudicar!!!!!
Sandra Gomes

Anônimo disse...

É,NAO VAI DEMORAR MUITO,PARA QUE O MUNDO OU ATÉ O NOSSO PAIS SEJA COMANDADO POR,DÉSPOTAS!!JÁ QUEREM MEXER NO SEU BOLÇO!QUE PENA,LULA!!!