Exonerado mais um diretor no senado

Um dossiê apresentado pelo diretor da Secretaria de Telecomunicações, Carlos Roberto Muniz, o Carlinhos, custou-lhe o cargo.

O gesto foi o estopim para a queda do poderoso diretor. Irritado o primeiro-secretário, Heráclito Fortes (DEM-PI) exonerou-o.

A crise administrativa do Senado não sai das manchetes dos grandes jornais.

No levantamento reunido no dossiê, o senador ficou incomodado por conter informações sobre ele e também dados que não estariam corretos, como o número dos telefones de alguns parlamentares. No documento, por exemplo, o número do próprio Heráclito seria antigo, da época em que ele era deputado. O dossiê conteria uma relação nominal de todos os senadores e eventuais problemas ao lado. Em conversas com parlamentares nos últimos dias, o primeiro-secretário reclamou da postura do servidor, manifestando a “falta de confiança” e a necessidade de exonerá-lo. Na noite de ontem, a Secretaria de Comunicação Social confirmou a sua saída, mas não o motivo dela.

Precisa?

Nenhum comentário: