Reforma Agrária pra quem?

Dezoito milhões de hectares arrecadados pelo Incra no Pará.



Quase 900 Projetos de Assentamento.



Bilhões de reais jogados no ralo.



Favelas rurais. Pobreza.



Cestas básicas distribuídas pelo Incra para acampados que invadem fazendas.



Desrespeito à Lei que impede vistoria em áreas invadidas.



Reforma Agrária já! Brada o MST. Braço revolucionário desnudado e paulatinamente relevado à sociedade.



Querem saber?



Plebiscito já, é necessário para distender essa pouca vergonha da mentira de se fazer reforma agrária no Brasil.



Isso é fato. Os números acima são do próprio governo federal.



De lá, pra cá, contudo, nada mudou.



Neófitos nessa matéria, deveriam calar-se e estudar mais para discutir o que considero hoje, ao lado da questão ambiental, o mais grave problema da Amazônia: o fator fundiário e agrário.



E povo continua lascado.

Nenhum comentário: