Leitor faz análise sobre situação dos aposentados e pensionistas do Brasil

O blog recebe e publica texto enviado pelo leitor Sérgio Carlos Bizarro Monteiro, o qual faz considerações sobre a situação dos aposentados e pensionistas do país.

Prezados Amigos do BLOG DOS CORREDORES DO PLANALTO:

Salve!

Venho pedir-lhe a especial atenção, se possível, venha poder dar ao dramas dos aposentados que em parte relato a seguir abaixo:

Os Aposentados estão sendo injustiçados faz muito tempo, por causa de interpretações errôneas do Governo, com relação a Superavits e Déficits da Previdência Social.

Eu não concordo com esse reaciocínio porque sendo Economista já estudei a composição de Receitas e Despesas que compõem o Caixa da Previdência Social e tenham a certeza de que não são os Aposentados que conduzem a Previdência ao Déficit.

Muitos membros que compõem o Gongresso Federal defendem equivocadamente idéia que a Previdência dá prejuízos. Há também inúmeros projetos encaminhados por Deputados e Senadores que visam a correção de problemas e distroções desse Setor, mas que, injustificadamente ficam retidos à espera de concordância e votação.

Teve uma época e todos que entendem da Instituição da Previdência Social sabem, que a Previdência Social do Brasil foi sangrada impiedosamente para favorecer a criação de Brasília, a construção de Itaipú, a ponte Costa e Silva que liga Rio de Janeiro e Niterói e outras obras gigantescas necessárias, é verdade, mas com muito dinheiro da Previdência Social.

O Governo e os Deputados Federais e seus Senadores que compõem os Quadros do Congresso Nacional deveriam estudar uma fórmula para que esse dinheiro que foi tomado da Previdência Social fosse devolvido de forma reajustada, com juros. Pois os benefécios que ora são pagos aos seus contribuintes são parcos porque não houve ninguém de Vontatade Férrea que impedisse esse descalabro. Eu, inclusive sou vítima, como tantos outro milhares de beneficiários, que foram excelentes contribuintes aos cofres da Previdência Social, em virtude de inúmeras Gestões Incopententes. Pois em toda a minha vida fui absorvido na minha folha de pagamento pelo valor máximo e contribui sempre pelo máximo, porém hoje recebo os míseros benefícios de menos de seis salários mínimos.

Como pode uma pessoa viver com esses parcos recursos justamente numa época em que é necessário mais Assistência Médica e Remédios para a sua sobrevivência.

Recomendo que se faça uma campanha para que nossos Legisladores se debrucem num plano que favoreça mais os anseios dos Aposentados, pois quanto mais dinheiro circular no mercado melhor será para a economia num todo. Empresas e Instituições Privadas e Públicas se beneficiarão com isso, inclusive o Governo que recebe em contrapartida os impostos da compras e vendas realizadas na Economia Nacional.
Faço votos que os ilustres homens que compões o Congresso sejam iluminados com luzes claras e límpdidas, e que suas mentes consigam discernir melhor os efeitos danosos que a Previdência Social causa às centenas de milhares de aposentados deste País, com este atual sistema.
Sérgio Carlos Bizarro Monteiro
Fone/Fax: (51) 3779-6785
Celular (51) 8191-5842
E-mail: scbm.monteiro@terra.com.br

2 comentários:

Anônimo disse...

Senhor Sérgio está correto. Há muito venho acompanhando o caso e não existe como dar prejuízo, exceto desvio de recursos sem o devido retorno aos cofres (os acima citados)e financiamento das prefeituras de 22,2 bi e má gestão. Inclusive saliento, o percentual utilizado no fator previdenciário prova que existe mais um erro, assim como em tudo o mais. 0,31 ou 31% jamais, são percentuais aplicados sobre bases diferentes - 20% sobre o salário integral e 11% sobre o teto. Não entendo por qual motivo o governo insiste em querer "esfolar" os aposentados. Exceto na hora de cobrar tributos e para que sejam "audáciosos" nos negócios em nada mais o Lula lembra da iniciativa privada.Governo lucra com tributos, o cidadão corre os riscos e o Lula de exibe. Que mundinho!!

Anônimo disse...

Li atentamente o teor do Sr. Sérgio C. B. Monteiro sobre os aposentados e o tratamento que lhes é dispensado pelos Governos do Brasil. Está tudo correto no que diz, mas para vencer essa luta é preciso mais empenho e disposição dos aposentados também. Sugiro que seja estamapado os nomes dos Senhores Deputados e Senadores e ao lado de cada nome o seu enderço eletrônico para que todos os eleitores interessados possam reivindicar com seus eleitos a recomposição de suas perdas em seus benefícios. Seria ao meu ver uma enxurrada de pedidos que os políticos não teriam outra opção a de não ser aprovar os reajustes que realmente sejam justos.

Graziela Rosa Danaiela
E-Mail: gabrafdan@hotmail.com