Mantido uso de carros de som em campanhas eleitorais

Plenário mantém carros de som nas campanhas eleitorais

O Plenário rejeitou um destaque do PSDB ao projeto de lei da reforma eleitoral (PL 4598/09) que pretendia proibir o uso de carros de som nas campanhas eleitorais. O projeto muda diversas regras das campanhas eleitorais e permite o uso da internet para pedir votos. O texto foi aprovado na forma de substitutivo do deputado Flávio Dino (PCdoB-MA).

Os deputados analisam agora um destaque do PPS que caracteriza a contratação de cabos eleitorais como compra de votos ("captação ilícita de sufrágio"), ressalvadas as contratações de pessoal para as atividades administrativas de campanha, como jornalismo, contabilidade, limpeza e assessoramento direto do candidato.

2 comentários:

Anônimo disse...

E A POPULAÇÃO QUE SE EXPLODA CPM ESSE BARULHO. QUANDO IRÃO ENTENDER QUE PRECISAM TRABALHAR E FAVOR DA SOCIEDADE, MOSTRAR COMPETÊNCIA E NÃO BARULHO, CONVERSA MACIA E ABERTO DE MÃO DURANTE CAMPANHA.

Val-André Mutran disse...

A reforma acabou sendo um minireforma eleitoral e, acredito que só avançou na proposta de liberação da internet. O resto ficou a desejar anônimo.