Toma lá, dá cá: Minc emprega a mulher no gabinete de deputada

O Globo

Em operação triangular, funcionária da petista Cida Diogo foi trabalhar como assessora especial do ministro

BRASÍLIA. A deputada federal Cida Diogo (PT-RJ) contratou como funcionária de seu gabinete Maria Margarida Parente Galamba de Oliveira, mulher do ministro do Meio Ambiente, Carlos Minc. Foi no dia 1º de abril deste ano. Vinte dias antes, em 11 de março, Minc havia contratado para seu ministério Flávia Martins Marques, que trabalhava no gabinete de Cida. Margarida, conhecida como Guida, ocupou o lugar de Flávia, numa espécie de nepotismo cruzado. Minc e Cida são parceiros na política do Rio e fizeram dobradinha nas eleições de 2006.

Segundo Cida Diogo, a mulher do ministro não trabalha a semana toda. A jornada de Guida vai de terça a quinta-feira, no máximo. Procurada pelo GLOBO para esclarecer a contratação, Cida disse que empregou a mulher de Minc para se inserir na área ambiental. Guida ajudaria na elaboração de projetos de lei e participando de reuniões com a Frente Parlamentar Ambientalista. Guida foi contratada como secretária parlamentar, nível 28, com salário de R$4.020 (sem gratificações). Caso tenha direito a gratificação, o valor pode subir para R$8.040, excluídas as horas extras.

Servidora ainda presta serviços para Cida
A funcionária que foi exonerada do gabinete da deputada e recontratada pela pasta de Minc continua prestando serviços para Cida Diogo. Oficialmente, Flávia Martins está lotada no ministério como gerente de projetos na Secretaria de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano. Mas, com frequência, aparece na Câmara e ajuda nos serviços internos do gabinete de Cida Diogo, além de cuidar de assuntos do ministério. Na secretaria, os servidores não a conhecem.

Nesses quatro meses no ministério, Flávia ocupou dois cargos. Na primeira portaria, assinada pela ministra Dilma Rousseff (Casa Civil), ela foi nomeada assessora especial de Minc, com um salário de R$8.663, referente ao cargo de Direção e Assessoramento Superior (DAS) 5, um dos mais altos. Em 22 de junho, foi exonerada desse posto e nomeada, no mesmo dia, para o de gerente de projeto, com salário de R$5.967 (DAS 4). Na Câmara, ela ocupava o cargo de secretária parlamentar nível 26. O salário, sem gratificação, é de R$3 mil. Com gratificação, pode chegar a R$6 mil.

O chefe de gabinete de Minc, Ivo Bucaresky, alegou ontem que Flávia estaria trabalhando como assessora dele. Todos são petistas do Rio, da corrente Campo Democrático. Flávia, segundo Bucaresky, é uma petista histórica, conhecida no partido e muito competente. O chefe de gabinete diz que foi buscá-la no gabinete de Cida para ajudar no ministério, inclusive no contato com parlamentares. Como não havia cargo sobrando em sua área, a funcionária foi lotada em outros setores da pasta.

- Estava sozinho e precisava de alguém para me ajudar. Fui roubar a Flávia da Cida - disse Bucaresky.

O chefe de gabinete confirmou que Flávia despacha no gabinete da antiga chefe, na Câmara, mas por uma questão de logística.

- O nosso escritório (do ministério) na Câmara vive lotado, e ela usa a sala da Cida como base de apoio. Como ela conhece todo mundo lá - disse Bucaresky.

Assessor diz que indicou a mulher de Minc a Cida
Dois funcionários do gabinete da deputada afirmaram que Flávia trabalha lá e que, entre suas atribuições, está a de acompanhar projetos de Cida na Esplanada dos Ministérios. A deputada confirma que Flávia comparece a seu gabinete com frequência, e que ajuda nos serviços.

- A gente tem uma relação política e pessoal, e ela está sempre no gabinete. Flávia me ajuda muito, até porque ficou dois anos acompanhando todo o trabalho. Agora, ela está no Ministério do Meio Ambiente, e presta serviço lá - disse Cida Diogo.

Bucaresky alega que foi ele mesmo quem sugeriu a ida da mulher de Minc para o gabinete da deputada, a fim de substituir a servidora. Ele disse que a deputada queria uma assessora na área ambiental, especialidade de Margarida.

- Houve uma reclamação da Cida (com a saída da Flávia). Disse a ela que, se quisesse, poderia aproveitar a Guida (Margarida). Ela está sem o que fazer, acompanhando o ministro. Aparentemente, deu certo - disse Bucaresky.
Minc foi procurado duas vezes mas não comentou a contratação de Flávia nem a de Guida. Sua assessoria apenas informou que Bucaresky é quem daria entrevista sobre o assunto.

10 comentários:

Anônimo disse...

Só mesmo uma Revolta da População, indo às ruas forçando o fechamento do Congresso Nacional com a destituição desta corja e devolução de todo dinheiro roubado!
NÃO HÁ MAIS O QUE SE ESPERAR DO SENADO!

Anônimo disse...

Parabéns pela honestidade do Ministro Minc. É o exemplo de nossos ministros. Ministro, empregue a família toda, assim daqui uns dias efetuaremos movimento p/não pagar mais impostos, até que os Senhores comecem a dar exemplo de austeridade, de honestidade e, principalmente, de decência.

Anônimo disse...

É o homi teve de voltá pros Steites, aí... arguém tém que bnacá as luxesa da madami, quiçá dotras finesasssssssssssssssssss...

Anônimo disse...

O meu repúdio a toda esta farra no congresso.Não tem como explicar o inesplicável.
Fora toda esta sujeira na política.

fabio assunção disse...

Isso é uma vergonha! Pensa num hominho sem tipo! sem dúvida é um exemplo ao Paiz, a favor da maconha , do homosexoalismo e agora do nepotismo!

Edgar Moritz disse...

Esse e outro inrustido, o Brasil so vai melhorar o dia que começar aparecer politicos jogado em valo

Anônimo disse...

Temos que acabar com essa festa. O dinheiro dos tributos é para infra-estrutura, saúde, educação e não para essa cambada de incompetentes e aproveitadores do sistema. Aliás, quero perguntar se alguém já votou para remuneração vitalítica de ex-sindico de edifícios!? Pois é povo brasileiro! No Brasil temos ex-presidente, ex-prefeito, ex-governador..... todos com remuneração vitalícia após mandato. RESTA SABER SE ESSES SENHORES TAMBÉM GARANTEM REMUNERAÇÃO E ASSISTÊNCIA NOS MESMOS MOLDES PARA OS EX-SINDICOS/PRESTADORES DE SERVIÇOS DO SEUS PRÉDIOS. É aí aperta!!!!!!

Anônimo disse...

O primeiro anônimo está pregando um golpe de estado. O segundo,tem uma ironia que não serve para nada e o terceiro não dá pra comentar (não deveria ser publicado, de tão mal escrito).
Esse Minc está se tornando uma espécie de prima dona no ambientalismo, mas só faz caras e bocas e impede a produção. Mas em outras áreas, procede como tantos crápulas deste Congresso cheio de ex-cassados, ex-anistiados, ex-honestos, etc.
Não re-elejaremos ninguém. Esta é a saída!

jose nogueira da cunha disse...

Até tu minc,a quem chamei de patriota e me coloquei a seu lado?;Depois dessa,quem mais para acreditar?... "VIVE LA REPUBLIQUE...VIVE LA FRANCE"..;Onde estão escondidos os jovens velhos, nascidos entre 1945 e 1960?;

Anônimo disse...

Como o ser hunano muda. Esta turma do PT na oposição tinhão uma postura. Eram extremamente contrarios ao Nepotismo. No poder usam de tudo que for de artimanhas para fazelo. Este troculento ministro que esta alienado de assundos ambientais. Quando abre a boca só sai abobrinha. Quer ser o Rei da cocada preta.Na realidade é um grande cara de pau. E agora seu nepotista barato? Esta turma do PT é de morte.