Internet pela televisão leva ciência ao interior do Amazonas

O Pará continua perdendo pontos quando comparado com o vizinho Amazonas no campo da Educação, Ciência e Tecnologia.

Notícia da Agência Brasil dá conta que um estúdio montado pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA) em Manaus vai garantir a transmissão de aulas, minicursos, palestras e mesas-redondas para estudantes do ensino fundamental, médio e superior de todos os municípios do interior do estado.

A iniciativa faz parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que ocorre simultaneamente em todo o país até o próximo domingo.

Com a ajuda da tecnologia internet por televisão (IPTV), os estudantes do interior do Amazonas poderão ter acesso à programação organizada em Manaus. No total, 700 pontos de recepção interativa foram instalados em salas de aula da UEA e em escolas da Secretaria de Educação do Amazonas.

Na capital do Amazonas, a base das atividades está localizada na zona leste, no Clube do Trabalhador do Serviço Social da Indústria (Sesi). No local foi montada a estruturada da Estação Ciência que reúne a exposição de 60 estandes de instituições, empresas e escolas. Para a reitora da Universidade Federal do Amazonas, Márcia Perales, a programação representa uma oportunidade única para que as instituições apresentem o que já produzem em laboratório e, assim, contribuam para a popularização da Ciência.

"Essa relação sociedade-academia é muito mais próxima e presente atualmente. A produção científica não tem sentido se não houver inclusão e divulgação para a população", ressaltou.

Este ano,o tema da semana nacional é Ciência no Brasil. No Amazonas, o evento contará também com exposições itinerantes e atividades como as Portas Abertas iniciativa que será realizada por 38 instituições com mais de 200 oficinas e 400 palestras em todo o estado.

Uma das principais instituições de pesquisa sobre a Amazônia no mundo o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa) organizou centenas de ações especialmente para a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.

De acordo com o coordenador de Extensão do Inpa, Carlos Roberto Bueno, o Instituto contabiliza até o momento cerca de 150 atividades em todo o Amazonas, além de ações no núcleo do Acre e exposição da barraca Amazônia Noturna, em Brasília. Para o estande do Inpa no Clube do Trabalhador em Manaus, a expectativa é que cerca de 50 mil pessoas visitem o local.

O Inpa também organizou uma exposição no Colégio Amazonense Dom Pedro II, localizado no centro de Manaus.

Nenhum comentário: