Marabá e o Círio de Nazaré

Marabá firma-se como uma das cidades que realiza uma das maiores procissões de fé em homenagem a Nossa Senhora de Nazaré, padroeira dos paraenses.

Através do competente planejamento do Secretário Municipal de Cultura que articulou a presença do Arcebispo Emérito de Belém, D. Vicente Zico e da cantora Fafá de Belém, as ruas de Marabá tornaram-se um “mar de romeiros”, no último domingo.

A grandiosidade da procissão surpreendeu até mesmo os boateiros de plantão que espalhavam na cidade, desde o período eleitoral há mais de 13 meses atrás, que o Prefeito Maurinho Magalhão, por ser evangélico, não daria o apoio necessário para a realização da romaria católica.

“Essas figuras quebraram a cara”, disse ao blog um alto funcionário da Prefeitura de Marabá.

Leia os detalhes do 29.o ̊ Círio de Nazaré em Marabá, no despacho da Secom.

A apresentação da cantora Fafá de Belém, viabilizada através de ação da Prefeitura Municipal, foi o ponto principal da 29ª edição do Círio de Nossa Senhora de Nazaré de Marabá. De acordo com o secretário municipal de Cultura Melquíades Justiniano de Lima, responsável por coordenar o apoio da prefeitura ao Círio, o evento religioso superou todas as expectativas. Segundo ele, a presença da cantora Fafá de Belém e do bispo emérito de Belém, Dom Vicente Zico, é o exemplo da magnitude que foi a festa católica, que reuniu milhares de romeiros.

Segundo o secretário, o Círio foi além do esperado em número de fiéis e autoridades religiosas. “Foi realmente uma grande manifestação de fé que deixou impressionado as pessoas que vieram de fora e assistiram pela primeira vez o Círio de Marabá, como foi o caso de Fafá de Belém e Dom Vicente Zico”, diz Melquíades.

De acordo ele, Fafá ficou maravilhada com a grande manifestação de fé dos marabaenses, assim como com a organização do evento, que apesar da grande massa popular, não houve nenhum incidente grave. “Ela ficou realmente encantada”.

Ainda de acordo com o secretário, a parceria da prefeitura na organização da festa religiosa, tendo à frente a Secretaria de Cultura, foi a maior de toda a história do evento religioso. Apesar disso, diz ele, não houveram gastos do poder público porque tudo foi custeado pelos patrocinadores que colaboram com o Círio.

O secretário faz questão de agradecer nominalmente cada um: Banco do Brasil (BB), Junqueira Taxi Aéreo, Companhia Ítalo Toddy, Casa Tibiriçá, Hildas Hotel, Hotel Vale do Tocantins, 23ª Brigada de Infantaria de Selva, Associação Arte de Miriti de Abaetetuba, na pessoa de Valdeli Costa Alves, Secretaria de Estado de Cultura, equipe de decoração Lindenberg e Acássio, empresa Sinacom, empresas de comunicação que veicularam de graça o VT da cantora Fafá de Belém com a mensagem do Círio, Floricultura Art Verde e a deputada Suleima Pegado, que doou o manto que vestiu a imagem de Nossa Senhora, que ficou no palco da prefeitura.

De acordo com Melquíades, a Companhia Ítalo Toddy, por exemplo, cedeu os palcos montados na VP-8 e no Santuário de Nossa Senhora. O Banco do Brasil pagou o cachê da cantora Fafá de Belém e a Junqueira Taxi Aéreo colocou uma aeronave à disposição da cantora e do bispo Dom Vicente Zico. “A Art Verde fez a doação de arranjos de flores e também trabalhou no evento. Enfim, agradeço a todos os que nos ajudaram”, ressalta o secretário, estendendo os agradecimentos a toda a equipe de governo que trabalhou como voluntária.

Além da Secult, também trabalharam como parceiros no Círio a secretaria de Obras, Defesa Civil, DMTU e Secretaria Municipal de Saúde. Esta última coordenou o atendimento médico aos romeiros com médicos, técnicos de enfermagem e ambulâncias. Ao todo, sete ambulâncias ficaram de prontidão para atender os fieis.

Fotos: Geraldo Amaral / J. Sobrinho

Nenhum comentário: