Proposta sobre reajuste dos aposentados pode entrar na pauta na próxima quarta (4)

A emenda do Senado ao PL 1/07 que garante a todas as aposentadorias os mesmos índices de reajuste do salário mínimo pode ser votada na quarta-feira da próxima semana pela Câmara. Após reunião com representantes dos cerca de 300 aposentados que vieram a Brasília pedir a aprovação da matéria, o presidente da Câmara, Michel Temer, prometeu incluir o assunto na pauta da primeira semana de novembro, com ou sem a concordância do governo.
“Eu trabalhei muito junto ao governo para que houvesse um acordo global em torno desse assunto, mas o acordo vem sendo parcial.”

Mesmo com a promessa, alguns dos manifestantes garantiram que vão permanecer em vigília na Câmara para pressionar pela votação do projeto.

O presidente da Confederação Brasileira de Aposentados e Pensionistas, Warley Martins, disse que a mobilização neste momento é importante para garantir que a matéria seja analisada antes do dia 10 de novembro.

“Hoje, 8,1 milhões de aposentados ganham acima de um salário mínimo e vão ser beneficiados com esse projeto. No começo do mês de novembro, vão entrar os PLs do pré-sal. Depois, vem o recesso de dezembro e nada mais será votado”, avaliou.

Outras propostas - Os representantes dos aposentados também querem a votação de outros dois projetos que ainda aguardam análise na CCJ. O primeiro (PL 4434/08) recupera o número de salários mínimos a que tinha direito o aposentado no momento da concessão do benefício. O segundo (PL 3299/08) acaba com o fator previdenciário.

11 comentários:

Anônimo disse...

Vamos ver se os deputados pensam algo além do seus interesses particulares.
Se o presidente Lula tem reajuste integral de sua aposentadoria em dobro no INSS, mesmo sem ter colaborado para isso, por que quem pagou durante 35 anos tem reajuste parcial ?

Anônimo disse...

Nós, aposentados,infelizmente estamos órfãos da mídia para fazer pressão.

Sydney disse...

Esta é a hora e a vez de se conhecer, quem está contra ou a favor dos discriminados aposentados, vamos ficar atentos, enquanto o Governo não separa a previdencia de quem contribui, com a previdencia que deveria ser separada, ou seja a social, pois não acho justo o governo usar a nossa previdencia dos contribuintes,para bancar quem nunca contribuiu, deve ser separada e o governo bancar.

Anônimo disse...

Vamos pressionar enchendo de e-mails os trairas do PT e os asseclas da base governista, pois, ta na hora desse pessoal começar a honrar seus mandatos, pois, ate agora esse foi o pior congresso que tivemos. Eles tem que tomar consciencia de que são empregados do povo e tem que trabalhar para o povo e não para um presidente que esta com o burro na sombra, que nunca representou o povo.

Anônimo disse...

Observa-se que, a mídia, temente ao governo Lula,que no passado exigia liberdade de expressão, hoje reprime. Quer testar. Faça críticas ao Lula(com respeito) no site da Presidência e terás uma grande surpresa. Seu e-mail e/ou IP será bloqueado. Lula é do tipo faça o que digo, mas não o que faço. Isso impede que a imprensa escrita/falada, por se sentir ameaçada(tem dívidas também) se omitem.

FLAVIO - MINAS GERAIS disse...

Será que agora vai? A grande midia não faz questão de publicar porque grande parte dela tem dívida com o INSS. Esperamos poder contar com a palavra do Sr Michel Temer. Ou será que algum deputado terá que fazer como fez o deputado Fernando Gabeira com o ex-presidente da Câmara, Severino Cavalcanti? Foi dito: Ou o Sr. faça o seu trabalho ou vamos iniciar um movimento para depô-lo da presidencia! Esperamos não ser necessario.

Anônimo disse...

Eu concordo em dar aumento maior que a inflação para quem teve a aposentadoria menor do que o salário que recebia quando trabalhava até chegar ao valor que era na ativa.Mas aumentar mais que a inflação aqueles que ganham mais de um salário-mínimo não porque continuará dai a desigualdade dos que recebem mais que o mínimo,um mínimo hoje teria que ser pelo menos 1700 reais o justo.

salmon-paiva@ig.com.br disse...

HÁ MUITO TEMPO O DINHEIRO DOS APOSENTADOS FINANCIAM OBRAS DO GOVERNO. OS COFRES DO INSS SÃO ASSALTADOS E NÓS, QUE PAGAMOS A VIDA TODA. SOMOS ROUBADOS PORQUE NÃO TEMOS REAJUSTE DE ACORDO COM O QUE PAGAMOS. ATÉ PARA O MST VAI O DINHEIRO DOS APOSENTADOS, POIS HÁ MUITO VAGABUNDO COM APOSENTADORIA RURAL.

João Guilherme disse...

Se os deputados votarem contra, com certeza eles irão sofrer as consequências de suas atitudes. Eles têm de entender que o Lula está jogando a responsabilidade de barrar esses projetos para cima deles. Querendo ou não nós temos que admitir que o Lula e uma pessoa muito esperta, porque ele sabe das consequências que será para quem rejeitar esses projetos dos aposentados, se não Ele deixaria ser aprovado e ao chegar em suas mãos vetaria. Ele sabe também, que hoje a conscientização dos aposentados e pensionistas são outras, não é como na época da criação do Fator Previdenciário, que ficamos calados, hoje nós temos uma grande aliada que é a Internet e por causa dela os que não são aposentados, estão nos dando apoio, porque eles chegaram a conclusão que serão os aposentados de amanhã.
E tem mais o Lula não está preocupado se o deputado A ou B vai conseguir se reeleger, atualmente a única preocupação dele é fazer a Ministra Dilma sua sucessora e para isso Ele não tem limites, prova disso é que para garantir recursos para as obras do PAC, se aprovou um projeto pela a sua base de governo para ano que vem poder se usar até 80% do FGTS nas obras do PAC.
Agora eu pergunto, se o Lula não fizer o seu sucessor e a pessoa que o suceder, não estiver de acordo com os projetos do PAC, como é que vai ficar o FGTS dos trabalhadores. Eu falo isso porque aqui no Rio de Janeiro, aconteceu um fato semelhante ou seja, quem não se lembra dos Centros Integrados de Educação Pública (CIEPs) ou popularmente conhecidos por Brizolões.
Quando o Brizola deixou o governo o seu sucessor não aderiu ao seu projeto de governo e as consequências disso, foi várias obras dos Brizolões paradas e inacabadas Será que vai acontecer com o PAC a mesma coisa, se o Lula não fizer o seu sucessor? Agora a situação é diferente, porque o que está em jogo é o FGTS dos trabalhadores.
Vejam até a onde chega a cara de pau do nosso presidente, Ele está massacrando os ex-trabalhadores (aposentados e pensionistas), mas vai usar o dinheiro dos trabalhadores atuais, para concluir as obras do PAC?
Então gente, ano que vem vamos extirpar da política brasileira o PT, PMDB, e os outros partidos da base do governo. Só assim os futuros políticos respeitarão os aposentados e pensionistas.

Anônimo disse...

É.. infelizmente não vi nada divulgado na mídia. Realmente nos ignoram.. Gostaria de saber pq.

Pelos Corredores do Planalto disse...

Sr. Deputado João Bacelar
======================
V.Exa. foi designado relator em 05/08/2009 , 90 dias após o Sr. tem a cara de pau de pedir mais uma sessão de adiamento para concluir seu trabalho , quando por lei , V.Exa. ja deveria ter concluido. " NUNCA TÃO POUCOS , ENGANARAM TANTOS POR TANTO TEMPO" 4 anos para ser exato , mas outubro e novembro de 2010 , os aposentados saberão consertar isto tudo , ao digitar nas urnas , processo muito facil de " DELETAR" politiqueiros corruptos , cordeirinhos e fantoches do Lula.

Ao deputado Sr. Michel Temer , que me le por cópia , sua declaração foi infeliz , ao mandar os aposentados procurarem as lideranças da Câmara para fazer um acordo " democracia se faz pelo meio termo ".

Deputado ; não existe meio termo em democracia , como não existe , " NEM MEIO LADRÃO e NEM MEIO HONESTO".
======================================================================================

Matéria publicada dia:
04/11/2009
Base aliada vai barrar votação de reajuste para aposentados, diz
ministro: Alexandre Padilha
=========================

Sr. Ministro , não seria muito mais ético , e transparente ser barrada a aposentadoria fraudulenta do presidente Lula:
APOSENTADORIA DO LULA PRA QUEM QUISER VER
Número do benefício:- 1025358780.
Data de nascimento:- 06-10-1945.
Número do CPF>>> 070680938-68

VALOR >>>>>>>> R$ 4.658,05. ( esta desatualizado ) Este valor é de 2007

E TEM MAIS , NÃO IMPORTA O VETO PRESIDENCIAL , POIS O SENADO PODE DERRUBAR O VETO:


30/7/2009 Poder Executivo (EXEC)
Publicação da Medida Provisória no Diário Oficial da União.
Art. 52. Excetuados os casos em que este Regimento determine de forma diversa, as
Comissões deverão obedecer aos seguintes prazos para examinar as proposições e sobre elas
decidir:
I - cinco sessões, quando se tratar de matéria em regime de urgência;
(Inciso com
redação dada pela Resolução nº 58, de 1994
)

5/8/2009 Presidência da Câmara dos Deputados (PRESI)
Designado Relator, Dep. João Carlos Bacelar (PR-BA), para proferir parecer em plenário pela Comissão Mista a esta medida provisória e às emendas apresentadas.
Art. 34. As Comissões Especiais serão constituídas para dar parecer sobre:
I - proposta de emenda à Constituição e projeto de código, casos em que sua
organização e funcionamento obedecerão às normas fixadas nos Capítulos I e III,
respectivamente, do Título VI;



4/11/2009 PLENÁRIO (PLEN)
Deferido pela Presidência o Requerimento verbal do Relator, Dep. João Carlos Bacelar (PR-BA), que solicita prazo até a sessão seguinte para a votação da matéria, nos termos do artigo 6º, § 2º da Resolução n. 01, de 2002-CN.