As encrencas de Sandro Mabel

O quê levaria um dos maiores empresários do Estado de Goiás a supostamente contratar “laranjas” em seu gabinete como Deputado Federal?

Mabel é aquele deputado acusado pelo ex-deputado Roberto Jefferson de participar do “mensalão”. Lembram?

Assinaturas de deputados envolvidos serão periciadas

Parlamentares alegam que autorizações para contratação dos 'laranjas' foram falsificadas

Eduardo Militão para o Congresso em Foco

As assinaturas de deputados cujos gabinetes contrataram servidores que sequer sabiam que eram funcionários da Câmara serão periciadas pelo Instituto Nacional de Criminalística (INC). Apesar da discussão, a Polícia Legislativa da Casa não identificou até agora comprovação de que parlamentares participaram do esquema de fraude na folha de pagamento. Não está descartada a possibilidade de falsificação de documentos, uma das alegações dos congressistas.

Conforme o Congresso em Foco mostrou, famílias carentes da periferia de Brasília foram contratadas por uma quadrilha. Os salários ficavam com os golpistas, que repassavam uma pequena parte às famílias, que pensavam receber benefícios sociais, como o Bolsa Família.

Um dos gabinetes onde isso ocorreu é o do líder do PR na Câmara, Sandro Mabel (GO). No papel, uma faxineira de Valparaíso (GO) trabalhou para Mabel por 18 meses. Pelo mesmo período, “deu expediente” um vendedor de pastéis do Gama, cidade do Distrito Federal. Outro gabinete é do de Raymundo Veloso (PMDB-BA). Lá, uma mulher foi contratada e realmente trabalhou no gabinete. Mas ela voltou a ser diarista embora seu nome continuasse constando na folha de pagamento da Casa.

Como os parlamentares alegam que as nomeações têm assinaturas falsas, elas serão levadas ao INC, órgão da Polícia Federal, para exame grafotécnico. Isso ainda vai depender da coleta de autógrafos dos deputados. O corregedor da Câmara, ACM Neto (DEM-BA), afirma que não vai se manifestar sobre o assunto enquanto não for formalmente provocado.

Á espera

Veloso afirmou que já entregou um cartão com as assinaturas à Polícia Legislativa da Câmara para seus autógrafos serem periciados. Ele prestou depoimento aos policiais e não reconheceu alguns documentos supostamente assinados por ele. “Eu disse que algumas assinaturas conferiam e outras não”, conta o deputado.

Veloso disse não se recordar da contratação do servidor Rafael dos Reis Gonçalves, com salário-base de R$ 4.020 e mais R$ 648 do auxílio-creche chamado Programa de Assistência Pré-escolar (PAE) entre outros benefícios. Ele foi contratado em 21 de fevereiro de 2008 e exonerado em 7 de outubro passado.

“Nunca vi. Ele poderia trabalhar, mas nunca vi”, disse Veloso. Servidores do gabinete disseram que Rafael trabalhava ali. “Conheço todos os funcionários. Pode ser que tenha visto, mas não me recordo”, completou o deputado, em referência à informação obtida pelo Congresso em Foco.

“Encerrei o assunto”

Mabel disse que não comentaria a existência de outros funcionários registrados em seu gabinete, além da faxineira desempregada Márcia Flávia Silveira (nome fictício). “Eu pedi a investigação. Demiti. Não quero atrapalhar as investigações”, disse o deputado. Mabel foi enfático ao responder quem assinou os atos de nomeação dos funcionários: “Eu já encerrei esse assunto com você”.

A reportagem não conseguiu localizar com a liderança do PR contatos do vendedor de pastéis Severino Lourenço dos Santos Neto, um dos servidores que foi lotado no gabinete de Mabel. Ao menos no papel, ele era funcionário da Câmara, recebendo salário de R$ 2.400 e mais R$ 1.944 do Programa de Assistência Pré-escolar (PAE) entre outros benefícios. Ele foi exonerado em 31 de agosto do gabinete de Mabel, para onde foi contratado em 7 de janeiro de 2008.

O site também não conseguiu entrar em contato com Rafael Gonçalves. No gabinete de Veloso, os funcionários não localizaram telefones do ex-servidor.

3 comentários:

Nano disse...

"Onde está o Poder Público? É omisso, responde deputado Asdrubal Bentes"

MUITO BEM. É VERDADE MESMO. SÓ QUE OLHA SÓ:

QUEM JÁ ESTÁ FALANDO ISSO É O POVO BRASILEIRO, E JÁ HÁ MUITO TEMPO.

ENTÃO O DEPUTADO asdrubal bentes HÁ DE CONVIR QUE JÁ PASOU DA HORA DE SE FAZER UM PEDIDO, POR ESCRITO, ÀS FORÇAS ARMADAS PARA ELAS ATUEM, NO TODO, COMO PODER PÚBLICO.

ATÉ OS POLÍTICOS, COMO O DEPUTADO asdrubal bentes, QUE APRESENTOU TER UMA MASSA CINZENTA APROVEITÁVEL, AO DESCOBRIR E PUBLICAR PARA O MUNDO INTEIRO PELA INTERNET E OUTROS, QUE O PODER PÚBLICO SUMIU ao perguntar " onde está o poder público?".

SE ATÉ OS DEPUTADOS E OUTROS MAIS VÁRIOS POLÍTICOS NÃO SABEM ONDE ESTÁ O PODER PÚBLICO, FICA, MAIS DO QUE NUNCA, PROVADO QUE NEM O EXECUTIVO, NEM O LEGISLATIVO E NEM O JUDICIÁRIO DÃO AS CARAS.

O JUDICIÁRIO ESTÁ SEGURANDO O COMUM FORA DA LEI batisti, E O EXECUTIVO NUM TOTAL DESGOVERNO PENDE PARA O LADO DA ACOMODAÇÃO PARA NÃO ATRAPALHAR DITADORES, E ACOLHE batisti COMO SE FOSSE UM ANJINHO, E O LEGISLATIVO FAZ CURSO DE parlatório PARA APRENDER FRASES DE EFEITO E CONVENCER O ELEITOR DE QUE O BRASIL PRECISA DOS POLÍTICOS QUE TEM, E, COM ISTO, GARANTE MAIS UNS ANOS NOS PRATOS DE BOCA PRA BAIXO E DE BOCA PRA CIMA EM BRASÍLIA.

MAS, AGORA, O DEPUTADO asdrubal bentes REVELOU QUE JÁ SABE QUE O PODER PÚBLUBLICO SUMIU.

NÃO SOU MILITAR, MAS UMA COISA GARANTO, as forças armadas brasileiras ainda não sumiram, EMBORA O LULA ESTÁ FAZENDO TUDO PARA QUE ELAS SE DEFINHAM E FIQUEMOS SEM AS DEFESAS CONTRA A DITADURA COMUNISTA QUE LULA ESTÁ IMOLANTANDO NO BRASIL.

asdrubal bentes, faça uma carta aos generais pedindo socorro, eu também assino.

Anônimo disse...

O ex Presidente Figueiredo um dia disse "Voces ainda sentirão falta do cheiro do cavalo".
Ja estamos sentindo falta, ha muito tempo!
Mil vezes os militares do que essa falsa democracia, cheia de bandidos.
É triste dizer isso, mas, tinhamos esperança, saúde, emprego, escolas, segurança, ordem e progresso. Hoje só os que estão nos poderes progridem.
De que adianta votar, se somos obrigados a votar só em desqualificados, a unica opção viavel era o Sr Tancredo Neves, mas morreu, e após só apareceu tranqueiras.
A decepção maior foi que, aqueles que eram contra o regime militar e hoje estão no poder, não mostraram para o que vieram, tai, a situação como esta.
Alem dos problemas de corrupção relatados na materia,
em qualquer lugar do Brasil não existe segurança:
As drogas circulam dentro de escolas, nos lares arrebentando familias.
Traficantes andam livremente armados, matando, impondo leis, derrubando helicopteros, impondo o terror, queimando onibus e nada acontece, e o triste é ver Ministros e Ex Presidente a favor da liberação da maconha, e nada acontece.
Na area da saúde, olhem as epidemias, as mortes por falta de atendimento, os hospitais e Santa Casas arrebentados, aparelhos e equipamentos hospitalares quebrados, olhem a tristeza daqueles que não conseguem nem ser consultados!
Saúde é só para quem esta nos poderes, para os ricos e para aqueles que estão bem empregados e tem alguma assistencia médica que deixa muito a desejar, agora,para os pobres (o povo), nada.

Sem falar tambem da educação, onde só ricos ou alguns bem alimentados conseguem entrar nas faculdades publicas.

A estrutura familiar esta se arrebentando (vejam a situação dos aposentados que são chefes de familia), as televisões expõe sexo,
maus exemplos, falta de educação na cara dura.
Não é necessario se adentrar mais, pois a realidade esta ai, quem não
concorda, vai à campo conferir.

A esperança que tinhamos quando estavamos sendo governados pelos militares era que, poderíamos melhorar, mas pelo visto essa falsa
democracia, para o povo pobre e trabalhador, só piorou. Melhorou para aqueles que nunca tiveram compromisso nenhum com o povo, com honra, com a verdade e com a democracia e, o duro é que ainda nos obrigam a votar.

Ricardo Ferraço Dias. disse...

Os comunistas já foram longe demais.

O meu pavio acabou.

Já passou da hora de usar o coturno. Não entendo a moleza dos generais.

Uma coisa é certa:Temos que espalahr folhetos a todos os jóvens cadetes, os que estão saindo da Academia agora, e explicar que são os porcos que estão no poder.

Temos que exclarecer isso, pois nos parece que os comandantes estão deixando os iniciantes cadetes, e os aspirantes inocentes sem saber do que ocorreu em 1964.

O Exércio livrou o povo da escravidão em 1964.

Tudo que aconteceu de 01 de Abril até dia 15 do mesmo mês, deveria ser contado e relatado aos Aspirantes.

Se os comandantes não fizerem, nós temos que fazer.

Solicito a todos os brasileiros sérios e patriotas, montem guarda em frente a Academia das Agulhas Negras, e na saida, todos os dias, expliquem aos que, de boa fé, estão calados. estão calados porque não sabem de nada.

Temos que ir de quartel em quartel, e colocar as cartas na mesa a todos os subalterno, pois se os Generais estão se borrando, os subaltenos estão é com coragem.

E para tirar a guerrilheira e seu bando do puleiro, não precisa muita coragem não, basta saber da história e ser honesto e patriota.

Confio nos que estão sendo comandados nas Forças Armadas Brasileiras no sentido de que jamais prestarão continência para assaltante de bancos e muito menos para ditador comunista.