Plebiscito que autoriza a criação do Estado do Carajás pode entrar na pauta do Plenário do Congresso

















Na audiência com lideranças do Carajás, Temer aguarda apenas a decisão dos líderes partidários para incluir a matéria na pauta do Plenário


Dois flancos de trabalho, um objetivo: a aprovação dos projetos de decreto legislativo que autorizam a realização de plebiscito que autoriza a criação do mais novo Estado do Brasil


Audiências com os presidentes da Câmara e do Senado, ajustam a inclusão na pauta da matéria


O Brasil pode ganhar mais um Estado ainda em 2010. A 27º unidade da Federação nasceria de um desmembramento da região do Carajás, no Pará. Na manhã desta quarta-feira (18), o líder do PDT na Câmara, deputado Dagoberto (MS), solicitou ao presidente da Casa, Michel Temer (PMDB-SP), que incluísse na pauta ainda deste ano projeto que convoca plebiscito no Pará para decidir sobre a criação do Estado de Carajás.

Antes de formalizar o pedido, Temer recebeu uma comitiva de lideranças políticas e empresariais em audiência no gabinete da presidência e disse que "de minha parte não há qualquer obstáculo para a cotação da matéria".

O projeto, de autoria do deputado Giovanni Queiroz (PDT-PA), já foi aprovado por todas as comissões e está pronto para ser votado. De acordo com Dagoberto, Temer concordou com a votação do projeto que criaria mais um Estado brasileiro ainda este ano.

- Não teria problema votar ainda este ano. O presidente pediu para mobilizar os líderes.

Parlamentares da região Norte reclamam que Carajás, famosa por abrigar o maior garimpo a céu aberto do mundo, sofre com a ausência do poder público e o desmembramento poderia melhorar a qualidade de vida da população local, como aconteceu com o Tocantins e o Mato Grosso do Sul quando foram separados de Goiás e Mato Grosso e montaram estrutura própria de governo.

Queiroz explica que se o projeto for aprovado em dezembro, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) tem até junho para realizar o plebiscito. Aprovado pela população paraense, o governo encaminharia uma lei complementar federal criando o novo Estado e apontando uma das 38 cidades que já existem na região do Carajás como “capital provisória”. A definição da capital caberia, portanto, ao novo governador eleito. A partir da aprovação em plenário, até o fim de 2010 o Brasil poderá ter 27 Estados mais o Distrito Federal.

7 comentários:

mouramp3 disse...

Eu não vejo a hora desse projeto ser aprovado, e a definição certa de onde vai ser a nova capital que é pra mim voltar pra meu país voltar pra meu estado, to farto de esta imigrado longe da minha familia longe dos amigos, pra isso também quero contribuir com algo, to a estudar feito um doido pra fazer a diferença e não ser mais um desempregado sustenatado pelo governo, eu quero ajudar a construir um novo e bom lugar pra viver, parabéns ao o Val Mutram pela a iniciativa e as informações prestada aqui no blog..
Abraços - Mauricio Moura

Val-André Mutran disse...

Que exemplo Maurício Moura.

Termine logo os seus estudos e venha logo nos ajudar nesta luta.

Abraços e sucesso.

Quaresma disse...

Sou totalmente contra divisão de estados no Brasil. Precisamos é elaborar propostas mais consistentes com a necessidade da população, como Novo Código Penal; melhores segurança, saúde e educação; menos roubalheira; enfim. Vc que é contra essa divisão, detone logo com esse deputado Giovanni Queiroz em 2010.

Val-André Mutran disse...

A emancipação daquela região, caro Quaresma é estratégica para o desenvolvimento nacional.
Veja as razões aqui>> http://www.estadodocarajas.com.br/index.php?option=com_content&task=view&id=19&Itemid=33

NISAN SARMENTO EM FOCO! disse...

Sou a favor a divisão do Estado do Pará, pois existe a necessidade de se criar urgente o Estado de Carajás. Essas pessoas que são contra, está na cara que eleas não moram em nossa região, na verdade são cara-de-pau mesmo!

celso disse...

NÓS DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, TAMBÉM ESTAMOS ANSIOSOS PELO PLEBISCITO, QUE FICARAM NOS DEVENDO EM DUAS OPORTUNIDADES; 1ª SE CONCORDÁVAMOS COM A MUDANÇA DA CAPITAL DAQUÍ DO RIO DE JANEIRO, AFINAL OS APOSENTADOS/PENSIONISTAS DO "RGPS" EMPRESTARAM O DINHEIRO, QUE HOJE ESTÁ FALTANDO NOS COFRES DA PREVIDÊNCIA. 2ª SE ESTÁVAMOS CONCORDANDO COM A FUSÃO DOS ESTADOS DA GUANABARA E RIO DE JANEIRO, OUTRO PLEBISCITO QUE FICARAM NOS DEVENDO.

MOURA MP3 disse...

Quaresma você com essa mentalidade é desinformado ou é do sul ou sudeste do Brasil, porque você ta pouco se lixando para a criação do novo estado. O estado do Pará pra sua informação é considerado um dos estados mais ricos do Brasil, se informe que eu não vou perder meu tempo a dar aulas de geografia aqui.. Já viu aquela ultima estrela na bandeira do Brasil lá em cima de todas.. Pois é, aquela linda estrela representa o PARÁ. E mais, o estado de Carajás não vai ficar pendurado nas costas do Brasil porque ele tem potencial de se auto-sustentar, larga dessa mentalidade e ajuda-nos nessa luta..