Somos cidadãos de 3.ª classe

É inadmissível que os senhores parlamentares continuem achando que a sociedade e o cidadão comum, em particular, vão aceitar facilmente que a Câmara dos Deputados ao rejeitar na noite de ontem proposta que previa o fim do foro privilegiado para autoridades do Judiciário, Executivo e Legislativo, não fique passível de rejeição nas urnas, em 2010.

O deputado federal Régis de Oliveira (PSC-SP) apresentou substitutivo que determinava que pedidos de quebra de sigilo ou prisão preventiva deveriam passar pelo Supremo Tribunal Federal (STF), além de estabelecer a criação de vara específica para julgamento de processos penais contra essas autoridades. O polêmico projeto acabou retirado da pauta, juntamente com o original.

Por essas e outras os níveis de apeovação popular do Congresso Nacional são os piores da história republicana.

5 comentários:

Anônimo disse...

Isso é oque podemos esperar desse bando que se dizem deputados. Mostram que não representam as aspirações populares e os eleitores que neles votaram.
A lei tem que ser igual pra todo mundo, mas, só exite lei para pobres, prostitutas e negros.
Antes ser cidadão de 3a. classe do que pertencer à essa classe de políticos safados!
Eles aumentam quando e quanto querem seus salários.
Comparecem, não trabalham, na camara 2 dias por semana.
Se envolvem com todo o tipo de maracutaias, (vide dolar na cueca e mensalões e ou outros trambiques.
Só votam o que é de interesse deles.
Fazem projetos infames.
Ficam discutindo Pre sal e outras idiotices e não colocam para votar os projetos dos aposentados, de segurança publica (estamos em guerra vejam o mst, os traficantes), de saúde ( hospitais publicos arrebentados e o povo morrendo em filas de hospitais ou por falta de atendimento), educação
(escolas arrebentadas, crianças usando drogas, professores sendo agredidos, só rico entra em faculdade publica), Transporte uma droga (vejam as estradas, aeroportos e portos).

Agora convenhamos, (com alguma excecão),somos representados na camara federal ??????
Onde esta a classe desses políticos
se são uns desclassificados???

Val-André Mutran disse...

Entendo sua indignação 1:53 PM, mas, nos seis anos que acompanho por dentro o congresso nacional conheci, sim, homens públicos da melhor qualidade.
Claro que são poucos... Muito poucos.
Abraços.

Eduardo disse...

A grande maioria dos parlamentares, principalmente da Camara dos Deputados, esquivam-se do povo, votam projetos que afrontam os brasileiros, defendem oliguarquias e ainda se dissem espantados com o depreciamento do Legislativo ... essa semana, ignorando aposentados, entre diversos outros projetos importantíssimos, votarão a PEC 471/05 que efetiva os ''afortunados'' sortudos . etc que ganharam seus cartórios com rendimento de até R$ 1.000.000,00 mensais SEM CONCURSO PÚBLICO, segundo próprio Temer a proposta não é inconstitucional... claro que não se entendermos que para cada oliguárquia devemos mudar algo na Constituição nunca seria inconstitucional ignorar quase 8000 aprovados em concurso que esperam tomar posse legitimamente nos cartórios pelo Brasil afora... mas esse é o Brasil um país que faz ''justiça'' aos pobres afortunados ( e muito afortunados) e ignora os capacitados e aqueles que tanto contribuíram para o país !!! ORDEM E PROGRESSO ... PARA QUEM???

Val-André Mutran disse...

É Eduardo, a coisa só tende a piorar se não fizermos um voto de protesto a tudo que está exalando pilantrangem por ai.
O legado do Governo Lula será lembrado por essas e outras. Não só o dele, mas de muitos parlamentares que traíram a confiança de seus eleitores em troca de benefícios pessoais.
Uma vergonha!
Mas, vamos nosmobilizar e dar o troco para essa raça de insetos.
Abraços e obrigado por participar com sua opinião no blog.
Volte sempre.

Eduardo disse...

Val-André Mutran sempre acompanho o seu e alguns outros blogs de jornalistas sérios e que presam a verdade acima de tudo sobre as atividade legislativas e executivas, lhe informei a questão do retorno da PEC 471 para demonstrar o quanto nosso país está cada vez mais corruptível, os concursos estaduais estão parando esperando tal aprovação- Goiás não homologa, ESpirito Santo acaba de ter audiência pública suspensa, Santa Catarina adiou a data de escolha, etc... infelizmente nosso país se mostra detentor de uma série de leis: a dos financiadores de campanha fácilmente alterada de acordo com seus interesses, a dos ''acordos '' legislativos em que se dispõem matérias legislativas em uma bandeja e os nobres congressistas promovem trocas de gentilezas e favores com a vida de milhares de brasileiros, até mesmo juristas de nomes respeitadíssimos se predispõem a afirmar a contitucionalidade de uma das maiores ''gambiarras''-no dizer do MIn. Gilmar MEndes, quanto a flagrante inconstitucionalide da citada PEC 471- sem falar na hoje mais e talvez única respeitada, a lei da mídia- os parlamentares apenas se recusam a votar e aprovar projetos imorais, inconstitucionais, perante a pressão da mídia, tenho hoje que no Brasil apenas os jornalistas possuem o poder de ser ouvidos pelo Congresso diante do eminente perigo de alarde à opinião pública de suas atividades de total antagonismo com o interesse público, por isso peço a você e a todos os jornalistas sérios e comprometidos com esse país que continuem esse trabalho e que nos ajude a desmascarar a nébula que existe nesse país quanto aos CARTÓRIOS EXTRAJUDICIAIS, grande fonte de custeio até mesmo do Poder Judiciário Brasileiro- através dos fundos de repasse de 10 a 15 % do faturamento aos Tribunais estaduais, mas que a anos estão em mãos de oliguarquias tornando-se máquinas de aprovação de TRENS DA ALEGRIA- já existiu um em 1982, depois em 1988 e agora TEREMOS O NOVO TREM DA ALEGRIA DE 2009,efetivando aos presenteados com faturamentos milionários e mesmo aos pequenos cartórios, como aprovado em concurso lhe informo, possuem rendimento muito superior ao salário recebido pela esmagado maioria dos brasileiros...