Uma relação complicada

4 comentários:

Lafayette disse...

VAMP, veja um comentário que fiz lá no FLANAR:

Rapazida e todo mundo, hoje é aniversário do papai, 70 anos!!!

Terça-feira, não é dia de nascer... não dá para ter festa! rsrsrs

Assim, sábado, dia 14/11, bolamos, os filhos, uma forma de comemorar esta vitória! rsrsrs

Vai ser lá no TERRA DO MEIO - restaurante rural, seu único meio de vida, nesta vida de batalhas que ele e a mamãe travam, diariamente.

Você e todos os leitores estão convidados... tem postagem convocando lá no blog:

http://xipaia.wordpress.com/2009/11/10/e-sabado-dia-1410/

*Aquelas tuas palavras, no "Ave, César", ele gostou demais, só que tem sofrido com o VIVO ZAP e, agora, CLARO - único meio para acessar a web lá do sítio -, e não conseguiu comentar lá (ficava puto, pois quando estava terminando, ou quando clicava para autorizar, puft, não copletava!!!).

**Tem tempo, pega um vôo na sexta! réréré

Val-André Mutran disse...

Abrace o André por mim.
Estarei lá no dia 25/11. Compromissos inadiáveis me impedem ir abraçá-lo pessoalmente.
Tô indo lá no Flanar.
Abraços.

Anônimo disse...

Estou a cada dia mais decepcionada com o PT. A necessidade deles de se vangloriar sobre os feitos e desmoralizar o governo anterior é decididamente um compelxo de inferioridade inimaginável. O governo FHC acabou, portanto não interessa mais, e os estragos feitos DEVEM ser consertados pelo atual. Dilma está querendo aplicar a receita errada e de antemão garanto, NÃO VAI DAR CERTO. Dilma e Lula cansam.
"Em entrevista no Rio de Janeiro, Dilma disse hoje que as ações do atual governo são muito mais significativas se comparadas à gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Dilma frisou que a oposição quer evitar comparações porque "o governo anterior perde de 400 a zero" em relação à atual administração."

Val-André Mutran disse...

Acredito que essa comparação da era Lula x FHC nãoa acrescenta nada ao debate sobre os rumos do Brasil.
Não há conteúdo programático nessa estratégia.
Talvez isso justifique os 40% de Serra nas pré-pesquisas.
Enquanto Dilma anuncia que o governo o qual ela pertencen dá de 400 x 0 no anterior.
Serra sequer admite a candidatura e está lá em cima num confronto direto.
O governo tem que descer do salto, vestir a sandália da humildade, falar menos e tratar de executar o PAC que está patinando.
É muita propaganda e pouca ação.
O aumento doa aposentados e o fim do fator previdenciário virou piada.