Os Projetos de Decreto Legislativo do Carajás e do Tapajós retirados da pauta por falta de acordo com PSDB e PSOL.

Deputados paulistas discurssam contra a urgência do Carajás.

Antonio Carlos Panunzio e Arnaldo Madeira, ambos do PSDB, manifestam-se contra a urgência do Carajás.

Chico Alencar do PSOL do Rio, virou o ventríloquo do senador sem votos José Nery.

Essa trinca cria, neste momento, um rosário contra o aumento da representatividade do Norte.

Querem tudo pra eles. Acabaram de dizer que o novo Estado também repartirá o pré-sal.

O pré-sal, como sabemos, só será operacionalizado daqui há 20 anos.

Os PDC's do Carajás e do Tapajós ficam adiados para depois do recesso parlamentar.

No Dia D da votação do projeto, ficou evidente a falta de prestígio do único deputado da legenda, no Pará e da região do Carajás, interessado na matéria. Seu nome?

- Wandenkolk Gonçalves.

As urnas do sul do Pará é que dirão.

2 comentários:

William Guimarães disse...

Isso deixa mais claro ainda a URGÊNCIA dos novos estados aí proprostos...
Precisamos de representatividade REAL e não desses caras que não resolvem nada. Espero também que nas urnas, tenham a resposta que merecem, ou seja, nenhuma.
Força e Esperança para o próximo ano que será promissor (se assim Deus nos permitir...)

Val-André Mutran disse...

Vamos para o voto William.
Será mais uma etapa de uma longa caminhada.
Se tal projeto fosse fácil já teria sido feito.
Nossos opositores não tem noção alguma da determinação de nosso povo.
Abraços.