Senado Federal aprova o plebiscito do Estado do Carajás



O Plenário do Senado Federal acaba de aprovar o Projeto de Decreto Legislativo N.o 52/2007 de autoria do senador Leomar Quintanilha (PMDB-TO) por unanimidade que autoriza a realização plebiscito que consultará a população paraense se quer ou não a criação do Estado do Carajás a partir do desmembramento de 39 municípios localizados no sul e sudeste daquele estado.

"É um dia histórico para a nossa causa", exultou o deputado federal Giovanni Queiroz (PDT-PA) autor do projeto que tramita na Câmara dos Deputados.

10 comentários:

Tanto disse...

Como pode ser Um blog a serviço da democracia? Onde está a democracia do blog quando as únicas opções de marcação de reação são engraçado, interessante e legal? Hahahahaha

Quis marcar outra reação e não pude! Isso parece prova do ENEM.

Abraços!

Lafayette disse...

Já comecei a ler sobre. Vou aos livros.

administrador disse...

Caro Val,

Que esse dia histórico também chegue para os tapajônicos. Parabéns pela luta.

Osilenio Moura

Val-André Mutran disse...

Lafa acesse wwww.estadodocarajas.com.br
Há muito material disponível.

Aqui mesmo no blog você pode pesquisar um imenso material. Para isso digite Estado do Carajás no canto superior esquerdo e clique na lupa.


Abraços.

Val-André Mutran disse...

Osilenio igualmente nos torcemos pelo Tapajós.

Val-André Mutran disse...

Ei Tanto. Em vez de você tentar avacalhar o trabalho alheio, cuide de fazer um blog para você com tantas opções lhe convier.
É simples. Faça!

O meu é desse jeito.

- Saco...!!! É cada um que me aparece aqui.

MOURA MP3 disse...

Parabéns Val, eu tava ausente esses dias da net e somente hoje lí a noticia, que marvilha de noticia estou ate arrepiado.. À luta apenas começa.. Mais de que vale uma vitória sem as dificuldades, eu nasci aí e poraí quer viver mais muitos e muitos anos, e como já disse anteriormente quero voltar e ajudar a construir um bom lugar pra viver.. Abraços amigo..

Val-André Mutran disse...

Falou e disse Moura.
Abraços.

Anônimo disse...

Se o povo lá sofre com as deficiências de estrutura, segurança, educação e saúde e querem através da autonomia, resolver essas deficiências e, o seu desenvolvimento, façam o prebiscito e que seja feita a vontade do Povo.
Lembremos aos que são contra, e respeito suas opiniões, não importa onde nascemos, o que importa é onde vivemos, e quando morremos, não somos donos, nem dos sete palmos onde ficamos.

Val-André Mutran disse...

Ao anônimo das 17:32.

Você é um cidadão democrata.

Se quiseres, por ventura, ajudar-nos nessa luta; envie-me um e-mail para valmutran@gmail.com que gostaria trocar uma idéia contigo.

Abraços.