Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março, 2007

Passageiro infarta e morre na espera do embarque

Passageiro sofre infarto em aeroporto e morre no hospital de CuritibaMARI TORTATOda Agência Folha, em CuritibaO passageiro Luiz Fernando Mosca, 54, morreu de infarto hoje pela manhã em um hospital de Curitiba, depois de passar mal no aeroporto Afonso Pena, de São José dos Pinhais, à espera do vôo que o levaria a Porto Alegre.A Infraero (empresa administradora dos aeroportos), a Gol e o hospital Santa Cruz, de Curitiba, confirmaram a morte, mas não forneceram mais informações pessoais do passageiro.Segundo funcionários da supervisão da Infraero, uma ambulância com médico foi destacada para atender o passageiro às 6h05 da manhã, a pedido do posto de primeiros socorros do aeroporto. Mosca foi levado então para o hospital Santa Cruz, no bairro Batel, centro de Curitiba, mas morreu durante o atendimento.No balcão da Gol, companhia aérea pela qual Mosca viajaria, os atendentes não deram informações a respeito. Na sede da Gol, em São Paulo, também não foi fornecida nenhuma informação adicion…

Um fim de semana inesquecível!

Por Val-André Mutran, com QuidNovi e Radiobrás

Brasília - O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek continua com filas. Elas atravessam o saguão e chegam à área externa do aeroporto, onde os passageiros chegam para o embarque
Foto: Antonio Cruz/ABr

Controladores de vôo, descontrolados e em greve de fome. Aeronáutica nega. Senhores passageiros ..., queiram se acomodar nos chãos dos aeroportos e boa viagem!

Um em cada sete vôos foi cancelado, informa Infraero

Ana Luiza Zenker, Da Agência BrasilAntonio Cruz/ABrBrasília - O Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek continua com filas. Elas atravessam o saguão e chegam à área externa do aeroporto, onde os passageiros chegam para o embarqueBrasília - De acordo com boletim divulgado há pouco pela Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), 14,8% dos 553 vôos programados para voar entre a meia-noite e as 10h30 da manhã de hoje (31) foram cancelados. Isso significa que, de cada sete vôos, um não decolou ou então não pou…

Guerrilha do Araguaia: Sem avanços na identificação

GUERRILHA DO ARAGUAIAAg. Carta Maior
Comissão não consegue avanço na identificação doscorposEm quatro anos, comissão interministerial enfrentou dificuldades para conseguir informações das Forças Armadas e concluiu seu trabalho sem identificar ossadas.Jonas Valente – Carta Maior BRASÍLIA – Em outubro de 2003, o governo federal instituiu por meio do Decreto 4850 uma comissão interministerial com o objetivo de, em até 120 dias, trabalhar na busca de informações sobre desaparecidos na Guerrilha do Araguaia, investida patrocinada pelo PC do B no início da década de 70 na região entre os estados do Pará, Maranhão e Tocantins. (leia matéria “Nova comissão tenta localizar corpos de desaparecidos”). A iniciativa foi uma resposta à determinação feita pela juíza Solange Salgado, da 1ª Vara da Justiça Federal, de quebrar o sigilo das informações militares relativas a todas as operações realizadas no combate e encontrar os locais de sepultamento dos guerrilheiros m…

Energia

A última fronteira
Veja
Com tecnologia menos agressiva ao ambiente,
novas usinas na Amazônia evitarão repetir os
desastres de Balbina e Tucuruí

Duda Teixeira

VEJA TAMBÉM Nesta reportagem
As novas hidrelétricas da AmazôniaExclusivo on-line
Energia sem destruiçãoUma nova fronteira está sendo aberta na Amazônia. Não se está falando, desta vez, de agricultura, e, sim, de energia. O governo federal pretende construir três hidrelétricas gigantes na região. Duas delas, a de Santo Antônio e a de Jirau, no Rio Madeira, em Rondônia, que constam do Programa de Aceleração de Crescimento (PAC), são a solução que o Palácio do Planalto habitualm…

Saltitantes em apuros!

A caça aos infiéis

Veja
A decisão do TSE de que o mandato
é do partido aprimora a democracia
Ricardo Brito Fotos André Dusek/AE


Arlindo Chinaglia (à esq.) e a deputada Jusmari Oliveira: incentivo à balbúrdia partidária

VEJA TAMBÉM Nesta reportagem
Quadro: Bom para a oposiçãoA deputada baiana Jusmari Oliveira está em seu primeiro mandato. Empossada há dois meses, ela ainda não apresentou um único projeto de lei, mas foi festejada na semana passada como a 37ªparlamentar a trocar de partido na atual legislatura. Jusmari deixou o partido dos Democratas (ex-PFL), pelo qual se elegeu, e assinou a ficha de filiação do Partido da República (ex-PL). A deputada pode ser a última infiel da história do Parlamento brasileiro. O Tribunal Superior Eleitoral, respondendo a uma consulta, decidiu na última terça-feira que o mandato de deputados federais, estaduais e vereadores pertence aos partidos, e não aos políticos. A prevalecer esse entendimento, os parlamentares não poderão mais tr…

A espera de Sophia

Radar (Veja) Lauro Jardim • GOVERNOO fator Waldir Pires
Lula repetiu na semana passada a um interlocutor que vai esperar o fim do apagão aéreo para nomear o sucessor de Waldir Pires. Eis uma equação de difícil solução: com Pires no ministério, crise alguma chega ao fim. Entre os mais próximos a Lula, porém, há os que juram que não é nada disso. O presidente estaria apenas ganhando tempo porque ainda não achou um novo ministro da Defesa.

Senador quer novo Estado no Piauí

João Claudino defende criação do estado de Gurguéia
O senador João Claudino (PTB-PI) manifestou nesta quinta-feira (29), em Plenário, apoio à criação do estado de Gurguéia, a partir do desmembramento do estado do Piauí. A proposta está contida no Decreto Legislativo nº 439/94, que aguarda votação no Plenário da Câmara e, posteriormente, será encaminhado ao Senado.João Claudino lembrou que a base econômica e a sustentabilidade sócio-espacial são essenciais para a viabilização de uma nova unidade federativa, frisando que o estado de Gurguéia tem esse potencial.- Com o Gurguéia, mudaremos desse círculo vicioso para um círculo virtuoso. O centro das decisões ficará próximo ao problema - uma racionalidade administrativa - e o cidadão que vive na região se sentirá, e será, melhor atendido em suas necessidades - disse.Quanto ao aspecto das finanças públicas, João Vicente Claudino explicou que, mesmo com o desmembramento, o Piauí continuaria com uma arrecadação equivalente a 98% do Imposto sob…

Abdias José de Souza Júnior assume Basa

Nomeado novo presidente do Banco da Amazônia

Diário do Pará

Anúncio foi feito ontem à tarde pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega
Abdias José de Souza Júnior, ex-superintendente regional do Banco do Brasil no Pará, foi nomeado para assumir a presidência do Banco da Amazônia (Basa). A nomeação foi anunciada na tarde de ontem pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, que confirmou ainda os nomes de mais três presidentes de bancos públicos do país. Além da presidência do Basa, Mantega confirmou que os atuais presidentes do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e do Banco do Nordeste do Brasil continuam à frente dos cargos. São, respectivamente: Antônio Francisco de Lima Neto, Maria Fernanda Ramos Coelho e Roberto Smith.

Segundo o ministro, o principal desafio dos bancos será “suprir a sua função de banco público e, ao mesmo tempo, ter um desempenho tão eficiente quanto o privado”. O ministro afirmou que, na conversa com sua equipe, reforçou a intenção do governo de fazer com que o…

Carajás: um dos paraísos da Terra

O Sul do Pará na região de suas fronteiras no extremo sul do Estado são de uma rara beleza - uma das mais belas de toda a Amazônia - mas, qualquer esforço governamental sem um rigorosa presença fiscalizatória, arruinará todo o tesouro natural ali existente.

Potencial turístico no sul do Pará

O Liberal
As cachoeiras de São Geraldo do Araguaia se destacam entre as atrações aos visitantes
A região sul do Pará quer aproveitar suas riquezas naturais não só com a produção agropecuária e mineral, mas para deslanchar o turismo ecológico e de negócios. Tanto os municípios com maior infra-estrutura, como Marabá, Redenção e Conceição do Araguaia, quanto municípios menores como Xinguara, Tucumã, São Félix do Xingu e Floresta do Araguaia, dentre outros, estão se organizando em grupo para promover o turismo regional.

A construção de novas rodovias, como a que liga Xinguara a São Félix, e a pavimentação de outras menores na região, que deverão acontecer neste ano, irão viabilizar o turismo rural, como o…

Presença do Governo e divisão territorial

Goldemberg defende forte papel da Amazônia na mitigação das mudanças climáticas

Amazonia.org.br

A única maneira real e concreta de diminuir o desmatamento na Amazônia é aumentar a presença do poder público na região. Leis, licenças, multas, registros e tudo mais não terão nenhum êxito sem a presença maciça do poder público fiscalizando a floresta. Esse foi o foco da argumentação do físico e ex-secretário de Estado do Meio Ambiente de São Paulo, José Goldemberg, durante debate com a imprensa e ONGs sobre a crise climática na última quarta-feira.

O pesquisador citou a experiência bem sucedida, em sua opinião, de contenção do desmatamento da Mata Atlântica, em São Paulo, com o aumento do efetivo da polícia ambiental para mais de duas mil pessoas para sustentar seu ponto de vista.

Segundo seu raciocínio, levando-se em consideração a dimensão da Amazônia, de cerca de 15 vezes a área de São Paulo, seriam necessárias aproximadamente 30 mil pessoas nesse trabalho.
Goldemberg mencionou a grande res…

A ocupação da Amazônia

Blog do Luis Nassif
Andressa Fernandes, do Projeto Brasil fala sobre o tema.

Com uma superfície de 7 milhões de quilômetros quadrados, a floresta Amazônica equivale a um terço das reservas de florestas tropicais úmidas do planeta. Além disso, possui maior banco genético do planeta e abriga um quinto da disponibilidade mundial de água doce. Em entrevista ao Projeto Brasil, Berta Becker, professora e pesquisadora da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) afirma que a Amazônia mudou, não é mais aquela que estava em fase de ocupação durante o regime militar. “A população quer se desenvolver, tem demandas de consumo, de escola, de lazer”, diz. Segundo a professora, é preciso pensar em novos modelos de proteção à floresta, que permitam à população a possibilidade de trabalho e geração de renda.

Leia maisaqui.

Quem dá mais?

Aos que duvidam de que está em curso "grandes negócios" na Hiléia. Leiam as notas abaixo.
Salada Verde




Notas do Meio Ambiente.
Do site O Eco
Honra nacional29.03.2007

Na quarta-feira, a deputada Perpétua Almeida (PC do B-AC) subiu à tribuna para dizer que era “gravíssimo” e um “acinte” à soberania nacional um vídeo em que o diretor de marketing da empresa Archosbiotech anunciava um programa de privatização da Amazônia para o capital estrangeiro. “A Amazônia é do povo brasileiro”, vociferou a deputada. No senado, Arthur Virgílio (PSDB-AM) seguiu o exemplo da colega e atacou a Archos Biotechnology, com direito a menção no site de seu próprio partido.Furo29.03.2007

Os dois políticos reagiam ao que, àquela altura, era um furo de reportagem da Agência Amazônia, a primeira a revelar a existência do vídeo. No afã de repercutir sua glória, os repórteres tentaram ouvir o Ministério do Meio Ambiente (MMA). Em vão. Uma burocrata preferiu apel…

Da Série: Coisas da Política

Do blog A Nova Corja

Em discurso sobre turismo sexual na Câmara de Vereadores de São Paulo na terça-feira, o cantor, evangélico, seguidor do Maluf, mais novo apoiador de Lula e vereador, Agnaldo Timóteo (PR) resolveu enfiar o pé na jaca.
"Agora, ela [Marta Suplicy] assume e a primeira proposta é para acabar com o tal do turismo sexual. Pelo amor de Deus, minha gente, vai prender um turista porque ele levou pro motel uma menina de 16 anos? É brincadeira!"
"As meninas com um popozão desse tamanho, os peitos como uma melancia e rodando bolsinha, aí o turista pega e passa a ripa. Tenha piedade. O cara [turista] não sabe por que ela está lá. Ele não é criminoso, tem bom gosto.”
A vereadora do PT Claudete Alves surtou e exigiu que as declarações fossem retiradas das notas da sessão que seriam publicadas no Diário Oficial. Tréplica de Timóteo: "com quantos anos a senhora teve a primeira relação sexual?"
Matérias na Zero Hora e no Estadão, que também colocou um trecho do á…

Escândalo no Amapá

Macapá: Envergonhada, Indignada

Blog Repiquete no Meio do Mundo

A Operação Antídoto que levou à carceragem da Polícia Federal, médicos, ex-secretários, empresários, bioquímicos e outros funcionários públicos de funções importantes, envergonha, consterna e constrange a sociedade de um estado pequeno e que tanto precisa da contribuição de homens e mulheres que trabalhem por uma melhor qualidade de vida nesse estado ainda em formação.

Confesso que fico triste e constrangida com as cenas e com as notícias.

Confesso que me deu um nó na garganta ver o Dr. Abelardo Vaz, médico gabaritado, que como pediatra, cuidou de um dos meus filhos, chegar, nessa idade, algemado à Polícia Federal.
O crime de que todos são acusados, indigna. Não é só roubo do dinheiro público. É roubo do dinheiro público que era para ser usado na compra de medicamentos para a população, que precisa ser atendida na rede pública de saúde.

A falta de medicamentos mata, impede o amenizar da dor, constrange familiares de doentes a a…

Vai desidratado

Lula convida PR para Transportes e avisa que criará órgão para portos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva convidou e o senador Alfredo Nascimento (PR-AM) aceitou ontem assumir o Ministério dos Transportes. A informação é do líder do PR na Câmara, Luciano Castro (RR).

Na conversa de cerca de uma hora com o presidente, Nascimento apresentou explicações para acusações de irregularidades que vem sofrendo, inclusive relativas ao período em que era ministro dos Transportes - pasta que ocupou de março de 2004 a março de 2006, antes de sair para se candidatar ao Senado. Lula aceitou as justificativas. Por seu lado, o presidente avisou que pretende criar a Secretaria dos Portos, com status de ministério, que será oferecida aos aliados do PSB.

O PR quer que a área de portos continue sob o comando do Ministério dos Transportes e chegou a cogitar não aceitar a pasta caso a secretaria fosse criada. Ontem, antes do encontro de Nascimento com o presidente, o líder do PR havia dito que, sem os portos…

Onça Puma deve acelerar

Com as informações da matéria abaixo, será compreensível se as obras de instalação da planta da Onça-Puma, outra mina sob o controle da Vale deve ter afetado seu cronograma, ou seja, deve-se pisar no acelerador.
Vamos aguardar.

Níquel a todo o vapor

Vale e BHP poderão adiar início de operação de minas de níquel

Gazeta Mercantil 27/3/2007
A Companhia Vale do Rio Doce e a BHP Billiton, que estão construindo duas das maiores minas mundiais de níquel, poderão perder o prazo para o início de suas operações, o que geraria um aumento nos preços da commodity, que subiram e alcançaram seu recorde este mês.
A produção do projeto Goro da Vale, localizado em Nova Caledônia (arquipélago localizado entre Fiji e a Austrália), marcada para ter início no final de 2008 ou início de 2009, pode ser adiada "significativamente", disse Peter Arden, analista da Intersuisse. Arden é um dos quatro administradores de fundos e analistas que prevêem atrasos em Goro e em Ravensthorpe, projeto da BHP localizado no Estado da Austrália Ocidental.
A escassez de trabalhadores e o aumento dos custos adiaram o andamento de novos projetos, contribuindo para elevar os preços à vista do níquel para seu recorde no último dia 19 de março, à medida que a dema…

Cade não concordou

Vale do Rio Doce perde contra o Cade no TRF
Fernando Exman e Luciana Collet Gazeta Mercantil 27/3/2007
Blanaru afirmou também que o fim do imbróglio torna a CSN ainda mais atraente a aquisições por parte de grandes grupos internacionais.
Em seu recurso ao STJ, a Vale contestará o fato de a presidente do Cade, Elizabeth Farina, ter votado duas vezes quando o órgão analisou operações da companhia. Graças à intervenção, o resultado final foi a imposição de restrições mais amplas à Vale. "Esse direito (voto duplo) não é conferido sequer aos presidentes do Superior Tribunal de Justiça, do Supremo Tribunal Federal ou de qualquer outro tribunal", declarou a empresa em nota.
O relator do processo no TRF, desembargador Antônio Souza Prudente, acolheu os argumentos da Vale. Não foi seguido, entretanto, pelos outros dois magistrados que completaram a Turma. A Vale não questiona o mérito da decisão do Cade. Ataca a forma em que o órgão resolveu puni-la. No julgamento do caso, três con…

Tsunami na Amazônia

Onda gigante que atingiu Parintins foi provocada por terremoto

Blog Minha Notícia

Enviada por Reuel Damasceno

Uma onda de cerca de 15 metros de altura se formou no Rio Amazonas e atingiu uma área da cidade de Parintins, Amazonas, fazendo desmoronar quase 300 mil m² de um barranco, formando uma enseada no local.

A força das águas arremessou barcos, peixes, jacarés e destruiu duas palafitas.

Noticiários locais chegaram a especular que o fenômeno, ocorrido no dia 2, foi ocasionado por uma forte ventania.

Após estudos da Ufam (Universidade Federal do Amazonas) descobriu-se, entretanto, que um tremor de terra, semelhante a um pequeno terremoto foi o que realmente provocou a onda.

Os cientistas dizem que não está descartada a possibilidade de surgirem novas ondas provocadas por tremores.

Justiça amapaense quer calar jornalistas

O texto abaixo é uma nota do Sindicato dos Jornalistas do Amapá em apoio à jornalista Alcinéa Cavalcante, que está sendo processada pelo senador José Sarney e pelo desembargador Honildo Amaral (do Tribunal de Justiça do Amapá), por injúria, calúnia e difamação. O relato a seguir, enviado pela jornalista amapaense Alcilene Cavalcante, resume o que pode acontecer quando a Justiça - que deveria ser cega - abre o "olhão".
O blog juntam-se ao demais companheiros jornalistas, blogueiros, publicitários, advogados, economistas, assessores de imprensa, relações públicas, radialistas, médicos, professores e demais integrantes do "cordão de solidariedade", agora também apoiado pelo Sindicato dos Jornalistas do Amapá e pela Asscon - Associação dos Assessores de Imprensa do Congresso Nacional, o qual sou diretor de Comunicação, em protesto aos últimos acontecimentos envolvendo a questão que fere frontalmente o direito de livre expressão.

Alcinéa é um dos nomes mais importante…

É a notícia do final de semana no meio da Comunicação e Publicidade

Para catitas e assemelhados. Aproximem-se, mas, não me venham com papo de Diogito!?
Radar da Veja (para assinantes).
GOVERNO
O ministro Franklin 20:59
Lula acaba de bater o martelo: Franklin Martins será ministro da Comunicação Social, uma nova e poderosa pasta que englobará a Secom, a Radiobrás (e a futura tevê pública), as verbas de publicidade do governo e a secretaria de Imprensa. Franklin, atualmente no iG e na Band, aceitou agora à noite o convite feito duas semanas atrás por Lula. A posse de Franklin ocorrerá já na semana que vem. O total de verbas de publicidade que o futuro ministro manejará chega perto de 1,5 bilhão de reais, entre a propaganda da administração direta e de estatais como o Banco do Brasil e a CEF. Fora as verbas da Radiobrás e da futura

Toninho, o malvadeza.

Do Lauro Jardim. Coluna Radar. Revista Veja (para assinantes).

CONGRESSO

ACM vai à luta | 15:56
ACM diz para quem quiser ouvir que não descansará enquanto não conseguir empinar a CPI do Apagão Aéreo no Senado. Tudo para ter o prazer de ver Waldir Pires tentando responder o irrespondível.

Amazônia: Esta ilustre desconhecida

Ray NonatoPraia do Pesqueiro, Soure, MarajóBrasília – O governo federal, o Congresso Nacional e os governos e parlamentos da Região Norte estão gastando rios de dinheiro com a desculpa de saber o que fazer para salvar a Amazônia do aquecimento global. “Besteira!” – como disse o respeitado geógrafo Aziz Ab’Sáber, 83 anos, à Agência Estado. O relatório das Nações Unidas sobre o aumento da temperatura mundial, divulgado em fevereiro, afirma que a Amazônia se transformará em cerrado. Ab’Sáber lembra que entre 22 mil e 11 mil anos atrás, última era glacial, o mar desceu dezenas de metros devido ao congelamento nos pólos norte e sul. Há cerca de 12 mil anos, a temperatura subiu, o gelo polar derreteu parcialmente e o mar subiu de novo. “Entre 6 mil e 5 mil anos atrás, o calor ficou tal que o nível do mar esteve a 2,80, 3 metros mais alto” – explica o geógrafo.

A Amazônia está levando a breca porque não há política de estado no Brasil e os governantes, todos eles, só pensam em votos, em reele…

Em berço esplêndido

É assim que os galos de briga disputam o mercado de jornais no Pará. No Carajás e no Tapajós, ambos, coram de vergonha com a concorrência. Cada vez mais preparada e preparando-se. Fiquem espertos, homis!

Ave! Darci

Este blog recebeu e divulga com a alma contaminada de saudades e inominável entusiasmo, a seguinte comunicação.

Brasília, 23/03/2007

Dez anos sem o apóstolo da educação


O intelectual, escritor, professor e ex-senador Darcy Ribeiro foi homenageado pelo Senado em sessão especial nesta semana, uma sessão que marcou os dez anos da morte do antropólogo e educador, que se notabilizou pela luta em defesa do ensino público gratuito e de qualidade, dos índios brasileiros e das reformas sociais no país. Darcy Ribeiro elegeu-se senador em 1990, porém, o câncer impediu que ele concluísse seu mandato.

A reportagem mostra a opinião dos senadores sobre o educador e ainda traz um perfil completo de Darcy Ribeiro.


Subsecretaria de Divulgação e Integração do Senado Federal
Lídia Oyo - Marcio Varella
E-mail: ssdiv@senado.gov.br
Tel: 61- 3311.3335

É o cajado de homem que fugiu no entardecer da existência de uma Unidade de Tratamento Intensivo. Quando adoecer e se adoecer, este blogger fará a…

Senador do Tocantins apresenta proposta plebiscitária do Estado do Carajás no Senado

O senador Leomar Quintanilha (PMDB - TO) apresentou o Projeto de Decreto Legislativo que autoriza a realização de plebiscito para a criação do Estado de Carajás, a partir da emancipação do Estado do Pará. Leia aqui.

Quintanilha é um dos artífices que, ao lado do ex-Deputado Federal e ex-Governador, Siqueira Campos, criaram o Estado do Tocantins, a partir de desmembramento do Estado do Goiás.

O senado tocantinense atendeu o pedido formulado pelo amigo e Deputado Federal Giovanni (PDT-PA).

Logo mais publicarei a íntegra do Projeto de Decreto Legislativo, cujo inteiro teor ainda não está disponível no Banco de Dados do Senado.

Inda é Pará isso?

PARÁ

Cabeleireira e esteticista serão assessoras de governadora

DA AGÊNCIA FOLHA

A governadora do Pará, Ana Júlia Carepa (PT), nomeou como assessoras especiais, lotadas em seu gabinete, a cabeleireira Manuella Figueiredo Barbosa e a esteticista Franciheli de Fátima Oliveira da Costa, que costumam atendê-la.

Os decretos com as nomeações foram publicados no "Diário Oficial" do Estado de 14 de fevereiro e não informavam o salário nem a natureza da atividade que passariam a exercer. As duas profissionais mantêm atividades fora do governo.

A Folha tentou falar ontem com a governadora por meio de sua assessoria, mas não obteve retorno.

A reportagem tentou falar com a cabeleireira e com a esteticista, mas não conseguiu. No salão de beleza que pertence à Manuella Barbosa, a reportagem foi informada por telefone de que a governadora é cliente há "muitos anos" e que hoje a cabeleireira atende a petista no local de escolha desta.

A secretária de Manuella informou que ela não estava …

Duvido! Mas seria ótimo

Reserva legal pode cair para 50% no Pará

O governo do Estado anunciou nesta segunda-feira, 18, durante sessão especial na Assembléia Legislativa, que está negociando com a presidência da República a assinatura de um decreto de revisão da reserva legal no Pará, que passaria de 80% para 50%.

O anúncio foi feito durante sessão solicitada pelo deputado estadual João Salame (PPS) para discutir a situação das indústrias de ferro-gusa de Marabá. A diminuição da reserva legal é uma antiga reivindicação do setor produtivo do Estado.

Os defensores da medida dizem que o Zoneamento Econômico-Ecológico do Estado definiu as áreas de preservação ambiental - transformadas em reserva - e de consolidação da produção. Estas áreas de consolidação já são alteradas pelo homem e teriam reserva legal de 50%.


Fonte: Paulo Leandro Leal

Onde o calo aperta

Democratização? Como?Mino CartaRevista Carta Capital num. 0436Na mesa, o projeto da tevê estatal. As tradições do poder a brasileira não permitem grandes esperançasFala-se muito em democratização dos meios de comunicação, mas não está claro o que se entende por isso. Tempo atrás, a Federação Nacional dos Jornalistas propôs a criação de um Conselho Federal com poderes para definir regras éticas no cumprimento da profissão. O projeto foi abortado no nascedouro, em meio a um debate alimentado pelos inoxidáveis paladinos da chamada liberdade de imprensa.Vale dizer, porém, que o Conselho Federal não resolveria o problema. A reclamada democratização da mídia depende, obviamente, do avanço geral da nossa incipiente democracia. E se estabelece, em primeiro lugar, por leis antimonopolistas capazes de impedir que um indivíduo, ou uma empresa, seja dono de todos os tipos de meios de comunicação.É assunto para o Congresso, o qual trai, no entanto, as regras mais elementares da democracia ao permi…