Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Aloprado

Ameaças de morte

Além dafarra com o dinheiro do sofrido contribuinte, alguns digníssimos prefeitos ainda tiveram o despudor de declarar para a imprensa que se "anteciparam" a tão majestoso encontro convocado pelo presidente Lula e chagaram à Brasília (DF) desde o último domingo. O evento teve início ontem e termina hoje.

Desde o início da manhã, espalhados pelos corredores da Câmara e do Senado, impacientes, alguns prefeitos ameaçaram de morte alguns ascenssoristas que não permitiram o acesso das autoridades nos elevadores privativos dos deputados.

Até o momento, houve oito ameaças.

É esse o nível de alguns prefeitos espalhados pelo Brasil.

Desbunde

Prefeito de uma pequena cidade do interior do Pernambuco, mostrou para quem quisesse assistir, ontem, seus dotes, digamos, artísticos.

Hospedado no mais caro hotel da capital federal, onde a diária mais barata fica em torno de R$ 450,00, o alcaide, de bermuda e doidão...cantava modinhas típicas do agreste pernambucano.

O Exército não é vigia de bicho e mato

Acaba de sair quentinha, quentinha, a primeira grande bobagem do provável sucessor da ministra Marina Silva, do Meio Ambiente. O deputado estadual licenciado e Secretário de Estado de Meio, Meio mesmo... Ambiente do Rio de Janeiro, o ex-guerrilheiro Carlos Minc -- assim ó! -- com a companheira Dilma.

--Não se fazia mais "onda" como antigamente gente!!!!

Acaba de anunciar que quer o Exército para cuidar das Reservas de Camarão e moluscos no nordeste, dos micos-leões dourados dos traços que restaram de Mata Atlântica no seu próprio estado e das demais reservas espalhadas de Norte a Sul do Brasil.

Começou muito bem Minc. Mas, esqueceu-ce de combinar com Lula a parada.

Exército para cuidar de mato e bicho!?

E eu que pensava que o Brasil tinha evoluído para um padrão mais equilibrado para tratar o seu Meio Ambiente. Lêdo engano.

Pelo visto, Minc trará na bagagem um vício dos políticos cariocas: a insustentável mania de criar factóides.

A carta-verde que Lula prometeu para o candidato à…

Ninguém dá conta com os "aloprados" do Planalto

Os perigos do atalho
Por Gustavo Krieger

“As grandes crises enfrentadas por Lula nasceram das entranhas do governo. Em todas elas, alguém, no ministério ou no PT, decidiu substituir o caminho da democracia pelo atalho da esperteza”

O governo Lula tem duas faces. A pública, que acerta na condução da economia, desenvolve programas sociais gigantescos e garante ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva índices recordes de popularidade. E a outra, sombria, que vive a se enredar em manobras subterrâneas, erradas do ponto de vista moral e desastradas na prática. A mais recente é a crise política detonada pelo dossiê fabricado na Casa Civil com informações sobre gastos em cartões corporativos no governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Apesar do que possa parecer, não há uma contradição. As duas faces estabelecem a identidade do governo.

A crise atual é uma repetição de outras. A mais famosa foi a do mensalão, quando se descobriu que o PT montara um esquema de caixa 2 para financiar par…