Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Clima

Google cria sistema global de monitoramento de florestas

O planeta poderá ganhar mais uma forte arma de combate à destruição de florestas em todo o mundo. O Google anunciou recentemente o desenvolvimento de uma nova tecnologia que permitirá a observação e mensuração em escala global de mudanças nas florestas da Terra. Com o software, qualquer pessoa ou organização poderá monitorar pela tela do computador os desmatamentos que estiverem acontecendo em qualquer bioma do planeta.A tecnologia deverá contribuir com redução dos desmatamentos e, consequentemente, com a diminuição das emissões de gases causadores do efeito estufa. Segundo informações da Google, somente as emissões geradas pela destruição de florestas tropicais se igualam às emissões de toda União Européia e são maiores que os níveis emitidos por todos os carros, caminhões, aviões, navios e trens de todo o mundo.As conclusões quanto a isso são um tanto quanto óbvias, ao menos para os membros da empresa. “Manter as florestas do mundo em pé é uma forma altamente eficaz de se reduzir as…

Pegue o guarda-chuva

Foto: Val-André

Vem muita água por ai, prevê os órgãos metereológicos.

-- Olha ela, faceira, chegando aqui em casa agora a tarde. clipped from jbonline.terra.com.brVem água por ai. BRASÍLIA - A Secretaria Nacional de Defesa Civil (Sedec) enviou alerta de chuva forte às defesas civis dos Estados do Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Pará, Goiás, Espírito Santo, Rio de Janeiro e do Distrito Federal. Nesta sexta-feira, áreas de instabilidade tropicais mantêm as condições de pancada de chuva em áreas isoladas do Tocantins. Persiste o alerta de que, em alguns momentos, a chuva pode ser de forte intensidade e acompanhada de descargas elétricas, no centro-sul do Estado.

De credor a devedor

Relatório anual elaborado anualmente ONG WWF aponta o Brasil como o 2º maior credor ambiental do mundo, na área ambiental.

O relatório foi publicado ontem (28), baseado em dados de 2005, revelando que o País é uma das nações que melhor reúnem condições para produzir bens a serem consumidos internamente e, principalmente, externamente. É o caso das exportações. Quando a União Européia compra carne da Amazônia, indiretamente ela também importa a água e todos os demais recursos naturais que viabilizaram o crescimento do gado na região – inclusive a floresta que foi cortada e substituída por pasto. Acontece que o valor desse serviço ambiental não é computado no preço final do produto.

Se essa equação não for enfrentada a partir de agora, em 2030 a condição brasileira pode ser invertida.

Mais informações aqui.

Névoa seca e secura além da conta no DF

Tirei essa foto há dois minutos atrás. Vejam a névoa sêca sobre o Planalto Central em razão da secura de outra temporada brava sem uma única gota dágua de chuva.

O pior é que a garganta e nariz vão para o beleléu junto com um clima desértico dessa ordem. A umidade chega a bater impressionantes 15% de relativa. Coisa de Saara.

Nos cinco anos que resido aqui, é a mais feroz estiagem que ví, uma coisa horrível.

A noite a temperatura cai para 13 graus e a umidade permite um sono não dos melhores.

Brasília precisa urgentemente de um outro lago para controlar o seu clima cruel.

Chove Chuva

Há exatos 124 dias sem uma gota d'água, finalmente cai um leve chuvisco em Brasília.

Na última quinta-feira, 25, a metereologia acusou o baque que todos sentimos: 13% de umidade e 30°, tornando o dia uma estufa, quase uma fornalha, tal a secura.

Que venha a chuva, pois.