Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Jornalismo Decadente

Ciente da popularidade do mito, Veja tenta ridicularizar Che Guevara

A palhaçada é capa da semestral dessa semana e fala pelos cotovelos, com muita inveja, claro, de uma das mais extraordinárias figuras nascida na América Latina.
Pode esperar que amanhã os comuistas do PC do B vão baixar a porrada na revista.
Leiam.

Che

Há quarenta anos morria o homem e nascia a farsa"Não disparem. Sou Che. Valho mais vivo do que morto." Há quarenta anos, no dia 8 de outubro de 1967, essa frase foi gritada por um guerrilheiro maltrapilho e sujo metido em uma grota nos confins da Bolívia. Nunca mais foi lembrada. Seu esquecimento deve-se ao fato de que o pedido de misericórdia, o apelo desesperado pela própria vida e o reconhecimento sem disfarce da derrota não combinam com a aura mitológica criada em torno de tudo o que se refere à vida e à morte de Ernesto…

Requentando: Como sempre.

O apelo recorrente do jornal que foi desmascarado em sua própria propaganda, subsiste agora de expedientes como o da matéria abaixo.

Já viveu dias melhores como Tribuna de discussão esse jornal, que, ao contrário de sua mais nova "potoca", poderia bem, em vez de se apresentar assim: "O melhor jornal do Norte, Nordeste". Assim ó: "O dono da verdade na República de Duciomar e Ana Júlia. Comprem. Tem tudo lá!"

Talvez assim venderia um pouco mais para os que o compravam com o mote: "O maior jornal do Norte Nordeste".


Edição:Ano LXI - Nº 31.839Belém, Domingo, 12/08/2007
Novos Estados vão sangrar cofre públicoSeparatismoGeógrafo da USP estima em R$ 2 bi custos de criação de cada nova unidadeBRASÍLIADa SucursalA criação de novos Estados como Carajás e Tapajós - que nasceriam a partir do retalhamento do território paraense, conforme propostas em tramitação no Congresso - representa uma sangria dos cofres públicos, que sof…

Decadence non Elegance

Cortês e comportando-se como uma consumidora sem privilégios, a governadora Ana Júlia Carepa distribuía sorrisos e simpatia, ontem à noite, na panificadora Sagres. Hoje, ela viaja para São Paulo, onde tratará de assuntos de interesse do Estado. Que volte logo! Viva a governadora!

A gracinha da nota acima está publicada na Coluna Repórter 70 de O Liberal, hoje.

Fazia muito tempo que eu não lia uma puxada de saco tão grande em minha vida como jornalista.

Saco não é o caso, mas se fosse...!