Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Jornalismo Indenpedente

Ex-embaixador dos EUA afirma que Pará parece o 'Velho Oeste'

John Danilovich, ex-embaixador dos EUA no Brasil (2004-2005), afirmou em telegramas diplomáticos que o Pará se parece "com a imagem popular do Velho Oeste": "isolado, pouco povoado" e uma terra "sem lei".A visão é expressa em relatos sobre a morte da missionária Dorothy Stang, americana naturalizada brasileira.Stang foi morta em fevereiro de 2005, aos 73 anos, alvo de seis tiros, em uma estrada de terra perto de Anapu (750 km de Belém), por denunciar a grilagem e o desmatamento ilegal. Cinco pessoas foram condenadas pelo crime.A Embaixada dos EUA no Brasil produziu nove relatórios sobre o caso nos três meses seguintes ao assassinato, e pelo menos outros seis foram elaborados até 2008.Os telegramas foram obtidos pelo site WikiLeaks (www.wikileaks.ch), que teve acesso a milhares de despachos. A Folha e outras seis publicações têm acesso antecipado aos documentos.Nos relatos do ex-embaixador, há elogios ao governo federal, cujo empenho foi considerado "…

Disseminação da corrupção e impunidade, ainda é a regra na América Latina, diz Ipys

“Quanto mais se investiga, mais aparece”Trabalhos jornalísticos mostram a diversificação e disseminação da corrupção, mas a impunidade ainda é a regra na América LatinaSylvio Costa, Congresso em FocoPrincipal tema dos trabalhos selecionados pelo Ipys, seja para o prêmio, seja para a conferência, a corrupção provou mais uma vez ser um fenômeno amplamente disseminado na América Latina. Impossível citar todas as belas reportagens apresentadas no encontro. Mas que se registre que operações irregulares ou o descaminho de recursos públicos grassam à esquerda e à direita.Na polícia do Rio ou em programas sociais, em círculos próximos a presidentes ou na zona de fronteira entre Paraguai, Brasil e Argentina (a famosa tríplice fronteira). Na Colômbia de Álvaro Uribe, no Peru de Alan García, no Equador de Rafael Correa, na Venezuela de Chávez, no Brasil de Lula, na Argentina dos Kirchner, no México de Felipe Calderón etc.

“Surpreende a diversificação da corrupção”, observou logo após o término d…

Os Corredores apresenta mais um craque na lista dos altamente recomendáveis

O médico H. S. Liberal é o mais novo craque inserido na lista dos altamente recomendáveis dos Pelos Corredores do Planalto.

Médico, secretário nacional do PC do B e casado com a jornalista, fotógrafa e política Leila Jinkings, herdeira de um nome que é sinônimo da história e consolidação do Comunismo no Pará, assim mesmo, com "C" maiúsculo.

O próprio Liberal informa-nos que o Boletim H S Liberal tem a finalidade de estimular o debate democrático do que acontece no mundo – em especial a conjuntura brasileira. Publica informações/opiniões que não apareceram – ou não mereceram o devido destaque – nos “jornalões”, revistas semanais e blogs mais difundidos. Assim, procura fornecer contrapontos à tendência ideológica da grande mídia. Todos os textos aqui expostos podem ser reproduzidos e distribuídos, desde que citada a fonte.

Seja muito bem-vindo à blogsfera amigo e precisamos nos encontrar novamente.

A força foi maior que a resistência

Assim apresento a enorme cobrança pela qual passou, ao longo de 21 anos, o jornalista Lúcio Flávio Pinto, nascido em Santarém, vivendo em Belém, e um dos melhores textos do Brasil. Tal era a cobrança de seus leitores além Mar.

Amazônia e suas querelas é seu forte.

A edição eletrônica de seu Jornal Pessoal, a mais longeva publicação independente do país pode ser lida linkada na coluna da direita, ou aqui.

A quem interessa o embate entre Barata e Ana Célia?

Augusto Barata (aqui) e Ana Célia Pinheiro (aqui), paraenses, e dois jornalistas de competência comprovada, como diria o primeiro, e inteligência invulgar, como poderia citar a segunda; digladiam-se em seus nobres espaços, há coisa de três meses.

Aproveitei o tempo de meu pequeno recesso para ler tudo, inclusive o triste embate, que, após demorada e necessária distância do let motiv que alimentou o desande do nível até então mantido pelos dois jornalistas, chegar a alguma opinião.

Penso que cheguei a um ponto aceitável sobre a rusga: é uma aula de como não se pode perder o controle de um blog.

Afinal, a quem interessa o embate entre Barata e Ana Célia?

Em várias passagens do imbóglio, ambos rastejam na vala comum do ódio pessoal, das ofenças gratuítas de contendores que agridem aos leitores que nada têm a haver com tal lamentável disputa.

Nessa disputa que ambos alimentam, sujam a ficha de dois brilhantes profissionais. Dois dos melhores e mais competentes jornalistas do Pará.

O primeiro po…