Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Clássicos do Rock

Hoje tem tributo ao Iron Maiden

Será na Cervejaria Fellice.

Um dos fundadores do Pink Floyd, tecladista Richard Wright morre aos 65 anos

Hoje fiquei um tanto assim mais triste com essa notícia ao saber que nunca mais verei a banda reunida novamente.
clipped from musica.uol.com.br
O tecladista Richard Wright, um dos fundadores do grupo britânico Pink Floyd, morreu de câncer nesta segunda-feira (15) aos 65 anos, informou um porta-voz do músico. "A família de Richard Wright, membro fundador do Pink Floyd, anuncia com grande tristeza que Richard morreu hoje após uma curta luta contra o câncer", comunicou.

Mais aqui.

O paraíso

Kashimir é o Éden ou o Paraíso reservado aos eleitos.

Convenhamos: macacos me mordam quem puder apontar quem seriam os eleitos afora a viagem dos meninos do zepellin.

De qualquer forma. É uma uma monumental música sob todos os aspectos.

Insclusive, claro! O potencial que teve ao mudar a vida de uma legião. Incluindo este bloguer.

Ozzy Osbourne no Rio de Janeiro

Tudo sobre o show de Ozzy Osboune, inclusive o incidente com o guitarrista Zakk Wylde que resolveu tirar uma onda na última música, o hino “Paranoid”, do Black Sabbath, e se deu mal.

Detalhes aqui no Jamari.

Confira o Set List com três do Black Sabbath:
1. I don’t want to stop
2. Bark at the moon
3. Suicide solution
4. Mr. Crowley
5. Not going away
6. War pigs – com projeção de cenas de guerra
7. Road to nowhere
8. Crazy train
9. Iron man depois do solo de Zakk Wylde
10. No more tears
11. I don’t know
12. Here for you
13. I don’t want to change the world
Bis14. Mama I’m coming home
15. Paranoid

Pérolas do Black Sabbath na apresentação paulistana

Ozz Osbourne ex-vocalista do lendário Black Sabbath brinda os paulistanos daqui a pouco com um megashow que será aberto pela banda do guitarrista Zakk Wylde, do Black Label Society.

Mudança de hábitos
''Eu nunca tinha gravado um disco sóbrio. Tive de decidir. Se não pudesse gravar sóbrio, teria de parar, porque o álcool e as drogas estavam me matando. Foi um dos discos que mais me deram prazer'', disse há pouco um careta Ozzy Osbourne referindo-se ao sensacional "Black Rain", lançado em 2007, que o poster está ouvindo nesse exato momento.

Trata-se de um trabalho muito bem elaborado e com músicos que superam em técnica qualquer tentativa de depreciar o velho e bom metal-rock.

Antes, porém, da entrada do Príncipe das Trevas, o pesadíssimo Korn promete não deixar pedra-sobre-pedra para quem conseguiu comprar ingresso.

Nessa música, uma de minhas prediletas da carreira de Ozzy, diria: No comparison..where did that come from?
Ouçam e vejam.

Remanescentes do The Doors farão show em Brasília

O tecladista Ray Manzarek e o guitarrista Robby Krieger, integrantes da banda The Doors, voltam ao Brasil para apresentação no dia 11 de abril, no Ginásio Nilson Nelson. O show em Brasília faz parte da turnê mundial que comemora os 40 anos da maior banda de rock do mundo, celebrado em 2006, e que viaja pela América Latina desde o ano passado.

Acompanhados por Bret Scollin (voz), Ty Dennis (bateria) e Phil Chen (baixo), os músicos tocam o repertório clássico da banda liderada por Jim Morrison , morto em 1971, como "Break on Through (To the Other Side)", "Light My Fire", "People Are Strange" e "Riders on the Storm", entre outros temas.

Este show imperdível promete reunir gerações de eternos amantes do som do The Doors, que surgiu no final na década de 60 com uma proposta nova; enquanto os Beatles pregava a paz e uma vida alternativa, o grupo olhava para o lado oposto, o do caos e da revolta. No meio disso tudo, a imprensa considerou os Doors como a …

Bob Dylan ao vivo no Brasil: só nos Corredores

Por favor, nem tente ser meu amigo se não gostar desse cara como eu gosto.
Me identifico com o cara após saber que algumas aventuras frustradas o colocaram na "vida real", e quem em nossa idade não as teve? É um misto de guru e pôrra louca que deu certo.
Lá atrás, no início da carreira, não sabia se era um pianista ou guitarrista de rock!
Esse norte-americano desenvolveu na faculdade seu gosto pela música folk. Enquanto isso lia tudo o que podia e criava gosto pela literatura. Inspirado pelo escritor galês Dylan Thomas, criou em 1960 sua nova identidade: Bob Dylan.

A peça tem o nome original, caretíssimo de Robert Allen Zimmerman, batizado numa currutela chamada Dulut, do Estado de Minnessota.
Tenho absolutamente tudo de sua trajetória desde sua estréia, em 1962.
Concordo também com o elogio da crítica especializada ao álbum "Modern Times", lançado no ano passado, e desde então, o CD não sai do meu carro, é seu melhor trabalho desde "Blood on The Tracks" (1975)…