Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Música

Joshua Redman e Rumpilezz na Bahia, São Paulo e Belo Horizonte

Wonderful Stevie Wonder: The imperator to Rock in Rio 2011

Sevie Wonder provou em sua apresentação no Rock in Rio que é o melhor e mais influente artista contemporâneo.
Um show espetacular homenageando o Brasil com Garota de Ipanema e Samba de uma antiga música de Antonio Carlos e Jocafi "Você Abusou".

Sem dúvida o melhor show do Festival até agora.

O show do garoto maravilha do R & B norte americano Stevie Wonder, ganhou o público presente na madrugada desta sexta-feira, 30.

Janelle Monáe sobe novamente ao Palco Mundo e canta Superstition com Stevie Wonder. Agora Stevie executa um pot-pourri com três de seus maiores sucessos: Superstition, Isn't She Lovely e Fever As. Simplesmente sensacional!

São 3h22 da manhã e Stevie espanta o sono de todo mundo num show simplesmente inesquecível no Palco Mundo do Rock in Rio 2011.

Rock Rio Tocantins é sucesso de público e crítica

Durante os últimos dias 4 e 5 de dezembro, a população da cidade teve a oportunidade de viver uma verdadeira explosão do Rock. O Festival Rock Rio Tocantins, uma realização da Prefeitura através da Secretaria Municipal de Cultura (SECULT), organizado pela Liga das Bandas de Rock de Marabá (LIBROM), foi absoluto sucesso de público e crítica.
O evento, que contou com estrutura de palco, som e iluminação montada na Orla Sebastião Miranda, em frente ao “Chaplin”, teve como atrações 13 bandas locais de Rock, a maioria apresentando-se pela primeira vez. Os shows foram realizados entre sexta-feira e sábado, sendo seis no primeiro dia e sete no segundo.
Por volta de 21h de sexta-feira, o secretário de Cultura Melquíades Justiniano proferiu breve discurso marcando a abertura oficial do Festival. Ao agradecer a maciça presença de público, ele relatou detalhes de como surgiu a idéia e como foram articuladas as providências que resultaram na primeira grande festa exclusivamente dedicada ao R…

Cultura: Orquestra sinfônica do Theatro da Paz se apresenta neste sábado

Dando início à programação natalina, a Prefeitura de Marabá, através da Secretaria Municipal de Cultura (Secult), dá início às 19h deste sábado, 12, traz a apresentação da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz. O evento será na Praça Duque de Caxias, em frente à Câmara Municipal, na Marabá Pioneira.Segundo o titular da Secult, Melquíades Justiniano da Silva, o momento traduz uma simbologia de paz, harmonia e fraternidade para a grande família marabaense, que deverá receber com carinho uma das mais expressivas orquestras da Amazônia.O secretário convida toda a população para participar da apresentação. Com a garantia de que a presença de cada pessoa será aguardada com grande expectativa e entusiasmo.Pará Sinfônico – A OSTP rumo à MarabáLevar o trabalho da Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) para todo o Estado do Pará, estimular a formação de platéias e a aproximação dos jovens com a música clássica. Esse é o objetivo do projeto “Pará Sinfônico – A Orquestra nos Municípios”, in…
A caixa Frui Tree, de 1979 ganha relançamento este anoOlha só.Eu sei muito bem o que é se sentir bom em algo que se faz bem.Nick Drake.
Five Leaves Left (1969)
Considerado uma obra prima, tem em suas canções a calma que Nick apresentava, momentos suaves de voz e violão extremamente minimalistas e em outras faixas, piano e arranjos de corda. O disco não agradou muito ao Nick, que disse ter achado “exagerado” e “forçado”. Àquela época a revista Melody Maker definiu o disco como “poético e interessante” enquanto o NME disse que “não continha variedade suficiente para ser considerado sequer divertido”, isso aliado ao pouco interesse da gravadora em investir na divulgação, fez com que o disco não tivesse o sucesso que merecia. Bryter Layter (1970)
Faltando nove meses para concluir o seu curso na Universidade de Cambridge, Nick muda-se de vez para Londres, onde começa a trabalhar mais uma vez com Joe Boyd na produção de seu segundo álbum, Bryter Layter. Lá ele fica de um canto para outro passa…

Músicos prestam homenagem a Walter Bandeira

Da Redação
Agência ParáA morte do cantor Walter Bandeira foi lembrada pelos artistas e pelo público, no Teatro da Paz, durante a programação do Festival de Música do Pará, realizada na noite desta terça (2). Antes do espetáculo do dia começar, a plateia fez um minuto de palmas em homenagem a um dos "maiores expoentes da cultura paraense", como divulgou em nota a Secretaria de Cultura do Estado. Para o secretário Edilson Moura, o talento de Walter Bandeira ficará para sempre marcado na cultura e no imaginário da população do Pará. "Walter deixará uma lacuna irreparável na música e no teatro paraense", afirmou. "Sua voz e sua irreverência são inigualáveis. Era essa imagem de felicidade e amor à vida que sempre será lembrada". No velório do artista, realizado no teatro Waldemar Henrique, estiveram presentes centenas de amigos, entre eles, a governadora Ana Júlia Carepa. "O Walter já se eternizou, para o nosso povo e para a nossa cultura", disse el…

Iron Maiden: Flight 666. Estréia mundial 21 de abril

Tem King Crimson no Flanar

Quando você nada disser

Tem muitas saídas para o impasse! A primeira é dizer: eu te amo. Se você gostar mesmo e ela gostar de você, sem aquela de apresentar desculpas: acabou meu amigo (a). O seu silêncio terá outra interpretação.

Uma experiência com Baba O´Reiley, do The Who

Foto: Flavya Mutran





















Uma das músicas que quando tive contato pela primeira vez e mudou a minha vida foi Baba O´Reiley, do The Who.

Desde jovem, sempre me senti a vontade na convivência com pessoas mais velhas do que a minha idade.

Detestava, simplesmente, os da minha idade: para mim, idiotas iletrados e filhinhos de papai e mamãe. Eles efetivamente não eram da minha geração.

Era, depois compreendi, um surto de radicalismo da minha parte e foi muito, mas muito difícil superar isso depois.

Fiquem com a minha versão de Baba O´Reiley, do The Who.


Paulinho da Viola vence Prêmio Tim de Música 2008

O genial Paulinho da Viola foi o papa-tudo da edição deste ano do Prêmio Tim de Música numa baita festa no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, na noite da quarta-feira, 28. Ele, que recebeu sete indicações pelo disco "Acústico MTV", levou três prêmios: melhor canção com a música "Vai dizer ao vento", melhor disco de samba, melhor cantor de samba. O disco de Paulinho ainda levou a categoria arranjador para Cristovão Bastos.

Ivete Sangalo levantou o público ao cantar com Dominguinhos, o grande homenageado da noite, ao ganhar duas categorias: melhor cantora no voto popular e melhor cantora regional. Maria Bethânia, que foi a grande vencedora do ano passado, só levou um prêmio, o de melhor DVD com "Pedrinha de Aruanda".

A baiana Márcia Castro, que concorria em duas categorias: melhor cantora no voto popular e melhor cantora pop rock, não recebeu nenhum prêmio. Assim como Caetano veloso, que concorria como melhor cantor pop-rock pelo disco "C Ao vivo"…

Festa de gala para o Prêmio TIM de Música 2008 hoje a noite

A empresa de telefonia móvel celular TIM encampou o ótimo projeto da indústria de eletro-eletrônicos Sharp, que delegou a direção-geral de sua grande festa à José Maurício Machline (herdeiro da empresa que faliu há uma sécada), que vem a ser o idealizador e coordenador do Prêmio TIM de Música, cuja a cerimônia da premiação contará com a cenografia e direção de arte de Gringo Cardia, figurinos de Sonia Soares e roteiro de Aloísio de Abreu, no cenário deslumbrante do Theatro Municipal do Rio de Janeiro hoje a noite.

Os vencedores da sexta edição do Prêmio TIM de Música serão conhecidos em festa de gala. A cerimônia terá Dominguinhos como o grande homenageado e promete incendiar o público.

Serão executados clássicos do sanfoneiro que serão interpretados no palco do Theatro Municipal, onde subirão os 35 ganhadores, de um total de 104 indicados, em categorias que vão da MPB à música erudita, passando por pop, rock, samba, canção popular, eletrônico, regional, língua estrangeira e projeto esp…

Orquestras inusitadas

O Centro Cultural Banco do Brasil será palco para que mais duas orquestras mostrem que de tudo se pode tirar som. As atrações deste fim de semana do projeto Novas Orquestras serão a Enxadário Orquestras de Enxadas, na sexta (23), e a Barbatuques, nos dois dias seguintes. Vinda de Minas Gerais, a primeira toca instrumentos feitos com enxadas, como berimbaus, associados a baixos, trombones e guitarras. Já a Barbatuques é uma orquestra corporal, ou seja, seu som é extraído de palmas, estalos, batidas no peito, sapateados, efeitos de voz, entre outros. O trabalho do grupo pode ser conferido também no CD e DVD Corpo do Som, lançado em 2005.


Onde: Centro Cultural Banco do Brasil. SCES Trecho 2, lote 22.
Telefone: (61) 3310-7087. Sexta (23) e sábado (24), 21h; domingo (25), 20h. R$ 15,00 (inteira) e R$ 7,50 (meia, para estudantes e correntistas do Banco do Brasil). www.bb.com.br/cultura.

Uma pérola da história da MPB

Fotos: Arquivo


















D) Dolôres Duran ao lado de seu grande amor (E) Antonio Maria Mais uma pérola inédita que o blog disponibiliza aos seus leitores. Em “Brasileiro – Profissão Esperança”, áudio documentário em formato de show gravado no Copacana Palace, é narrado pelo inesquecível Paulo Gracindo, com Clara Nunes em início de carreira, num registro raríssimo, contam e cantam a tumultuada vida do jornalista, radialista, compositor, produtor e humorista Antonio Maria e Dolôres Duran, uma das maiores cantoras de todos os tempos da música popular brasileira.
O show que os leitores ouvirão retrata em verso e prosa, o momento mais ativo de suas vidas no Rio de Janeiro.
“Os dois eram meus amigos, os dois gostavam da noite, os dois faziam canções, os dois...morreram”, narra Paulo Gracindo na introdução do show. De arrepiar! Ouçam. Para baixar o aúdio clique aqui>>

Para ouvir o show clique no player abaixo:



Ópera: Carmen, de Georges Bizet ao ar livre no Brasil

Em razão de uma série de atropelos que fugiram do planejamento da organização do evento, o blog não teve tempo de obter a segurança necessária para garantir a integridade do equipamento que permitiria filmar e fotografar o monumental evento que abriu a comemoração da Semana da Pátria no início desta noite na capital da República brasileira.

Trata-se de um detalhe que o evento ressentiu-se. Não havia um plano que pudesse superar a falta de condição da demanda maior que a oferta oferecida aos espaços seguros para a imprenssa. O ineditismo a que se propôs os responsáveis por sua organização sucumbiram, visto que superou a expectativa que permeia iniciativas dessa natureza, causa do efeito desassombrado de oferecer ao povo cultura de alta qualidade, a qual aplaudo.

Foi uma experiência de agradável surpresa testemunhar a novidade de que é possível, gratuitamente, pela primeira vez no mundo e ao ar livre, a exibição de uma da mais emocionantes árias de ópera jamais composta pela genialidade h…