Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Luto na Câmara

Presidente lamenta morte de dois aliados históricos

O presidente Luis Inácio Lula da Silva, através de sua assessoria de imprensa divulgou notas de pesar pela morte dos deputados João Herrmann (PDT-SP) e Carlos Wilson (PT-PE).

O presidente destacou que que o brusco desaparecimento dos dois parlamentares representa uma perda para a política brasileira.Lula tinha uma relação pessoal e política com João Herrmann e Carlos Wilson.Herrmann antes de militar no PDT, fez história no Partido Comunista do Brasil em plena ditadura militar, mesmo sendo herdeiro de uma família de usineiros abastardos do interior de São Paulo.
Lula não conteve-se, segundo fontes ligadas ao presidente e chorou copiosamente pelo brusco desaparecimento de seus aliados.
O presidente afirmou que o pedetista deixou sua vitalidade, ousadia e disposição de luta como marcas para a política nacional."Companheiro e aliado nas lutas contra o regime autoritário, solidário nas horas difíceis e leal, ele sempre se alinhou ao lado da justiça social. É uma grande perda para a polí…

Clodovil: um mau começo em Brasília

O estilista e ex-apresentador de televisão Clodovil Hernandes foi eleito com quase 500 mil votos pelo nanico PTC-SP.

Sem experiência na atividade parlamentar, o costureiro teve sérios problemas e quase foi acusado de quebra de decoro parlamentar ao ofender as mulheres de maneira geral em razão de um bate boca com uma colega de parlamento.

Fez um reforma com dinheiro do próprio bolso em seu gabinete e apartamento parlamentar.

Pretendia contratar um renomado professor de ciências políticas da USP para entender melhor os mecanismos da atividade parlamentar.

Era a maior personalidade desta legislatura.

Quando entrava ou saia do Plenário era abordado por turistas que diariamente ao visitar o Congresso Nacional, solicitavam e sempre eram atendidos para tirar fotografias ao lado do elegante deputado que nunca vestiu um terno da cor preta, neste mandato.

Morre aos 71 anos e não deixa herdeiros.

Deputado gaúcho a bordo

Foto: Fabio Pozzebom/ABr






















Fernanda Guzzo e Sandro Lima

Líder da minoria Júlio Redecker viajaria para os Estados Unidos com o presidente da Câmara

O deputado Júlio Redecker (PSDB-RS), líder da Minoria no Congresso Nacional, estava no avião da TAM que se acidentou ontem no Aeroporto de Congonhas, em São Paulo. A informação foi confirmada pela assessoria do parlamentar. Ele tinha viajado à capital paulista para se encontrar com o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Os dois embarcariam juntos ontem mesmo para os Estados Unidos, onde tinham agenda de encontros com autoridades do Congresso americano, entre elas a presidente da Câmara, Nancy Pelosi. Chinaglia cancelou a viagem oficial logo após receber a notícia do acidente.

Segundo informações da Câmara dos Deputados, Chinaglia preferiu ficar no Brasil para acompanhar de perto o caso, inclusive a divulgação dos nomes de vítimas. Um dos assessores de Redecker informou ao Correio que a mulher e uma das filhas do deputado esperavam por…