Empresa canadense quer minério do Sul do Pará

A nossa reportagem esteve em conversa com Rodrigo Arsolina, representante da empresa MUC-SURVEY do Estado do Rio de Janeiro, que representa no Brasil uma empresa do Canadá. A MUC-SURVEY está realizando pesquisa e levantamentos para procurar metais pesados existentes na região do sul do Pará. As pesquisas estão sendo concentradas, a princípio somente em solo. Com um helicóptero, os técnicos estão sobrevoando determinada área e com a ajuda de um magnético no solo, que tem uma profundidade de 700 metros, os pulsos retornam e é lido por um equipamento que está ao lado de uma tela, este por sua vez faz a leitura, grava num disco e depois é feita a interpretação desse sinal, que identifica ou não a presença de minério no solo. Todos os dados são enviados diretamente para a cidade do Rio de Janeiro, que faz um mapeamento geral da situação encontrada. O resultado de cada análise leva em média 29 dias para ser concluída. Por enquanto, o trabalho da empresa está concentrado na cidade de Conceição do Araguaia e até o momento não foi identificada a presença de minérios pesados nas áreas já analisadas, porém os técnicos garantem que são grandes as possibilidades de localizar as jazidas.
Fonte: Redação Folha

2 comentários:

Frederico Guerreiro disse...

Disse bem: ela quer.
Cabe às lideranças políticas do sul do Pará monitorar, porque o governo atual nada pode fazer (porque está vendido, não quer e não tem autoridade).

Ricardo Rayol disse...

O que é mais interessante é que o cenário brasileiro é absurdamente desfavorável aos investimentos, afinal, numa reviravolta bolivariana, tomariam de assalto as empresas.