O senador Marajá






















Senador Fernando Collor de Mello (PTB-AL) em pronunciamento da tribuna do Senado Federal. Fotógrafo: Leopoldo Silva (05/08/2008)


Não vou poupar os leitores de definir essa figura. Até mesmo porque tal peça está avaliada por seus pares e pelo conjunto da população imune às artimanhas do negócio político.

No blog do Josias a coisa fica, digamos, um tanto elegante para descrever a decadência explícita do senador pelo Estado de Alagoas.

Na falta do que fazer, inclusive espantar o seus fantasmas pessoais que devem ser uma legião e na falta de uma melhor definição do que previu a ex-senadora Heloisa Helena. Fiquem com esta notícia.

É o senador caçador de si mesmo.

Nota do blog: O meu mentor e sábio pai, um dia recomendou-me:
-- Meu filho. Seja discreto nas suas ações. Trabalhe duro e faça amigos de verdade.
Se você for disciplinado nessas três ações, você será um homem de sucesso.

Pessoalmente confesso que pautar o cotidiano com essas três recomendações é algo dificílimo, porém, tento sempre acatá-las.

Precisa acrescentar algo mais?

Um comentário:

Marcelo Rocha disse...

Na verdade ninguém provou que Fernando Collor era corrupto, os que estiverem em dúvida consultem um jurista, ele dirá a mesma coisa. Esse cidadão mostra toda a ignorância de nosso povo que votou em um sujeito mentiroso, manipulador, candidato da rede globo à presidência da república. Povo Brasileiro, deixe de ser burro e escolha melhor seu condidato. Fernando Collo??? Tem dó, queime seu titulo de eleitor.