Plano Nacional de Mudança Climática

O governo submeterá a consulta pública a partir da próxima segunda-feira, 29, o Plano Nacional de Mudança Climática que prevê a substituição gradativa do uso da gasolina pelo álcool na frota de carros nacionais, com crescimento de 11% ao ano na produção do etanol. Nesse ritmo, o país deverá produzir 53,2 bilhões de litros de álcool em 2017.

Ficou decidido também que, a partir de 2009, a Caixa Econômica Federal só financiará imóveis que prevejam o aproveitamento de energias limpas, como a solar. Mesmo projetos de habitação popular, como os conjuntos feitos para as classes C e D, terão de conter painéis captadores de energia solar, para evitar o consumo de energia elétrica com chuveiros elétricos, por exemplo.

Caberá à Caixa aumentar — prevendo a contrapartida de estados e municípios — de R$ 6 bilhões para R$ 12 bilhões os investimentos anuais em tratamento de esgoto sanitário, produtores de gás metano, que também ajudam no efeito estufa.

Fonte: Correio Braziliense.

Um comentário:

Anônimo disse...

O governo só não vai cancelar a instalação de termoelétricas, que são as maiores poluidoras entre tudo e são as causadoras de todos os tornados e furacões que têm acontecido no Brasil. Imaginem só, o Brasil com tornados e furacões, isto nao existia antes da vinda dessas usinas pra cá. Leiam o artigo http://www.aondevamos.eng.br/verdade/artigos/Termotornados.htm