Aos mestres o reconhecimento pecuniário

Mais que escolas, escolas de qualidade. Mais que professores, professores comprometidos, motivados e valorizados. É com essas premissas que o Estado de São Paulo encara a missão de dar um salto de qualidade na educação pública(...)

Assim começa o artigo da professora da Unicamp (licenciada), Maria Helena Guimarães de Castro, atual secretária da Educação do Estado de São Paulo.

Íntegra na Folha de S. Paulo de hoje aqui.

2 comentários:

El Cid disse...

Os professores, são ao meu ver, o alicerce do desenvolvimento de um povo.
Não podemos ter meio termo, ou valorizamos o magistério, em todos os estágios ou corremos o risco de simplesmente jogar fora qualquer esforço ou recursos para tirar das trevas grande parte da população que muitas vezes desistem no meio do caminho devido ao caos que se encontra a educação. Aqui no Pará, mais explicitamente em Marabá a educação agoniza. Falta estrutura física, material e principalmente profissionais comprometidos com o ensinamento. Conheço pessoas que concluiram o ensino médio que sequer são capazes de copiar um texto, por mais simples que seja.
É lamentável...
Precisamos de mudanças urgentes. Precisamos de Mestres preparados, motivados, responsáveis e claro bem remunerados.

El Cid

Val-André Mutran disse...

Eis um desafio nacional El Cid.