Audiência debate destino de produtores que perderam terras no Pará

clipped from www2.camara.gov.br

A Comissão da Amazônia, Integração Nacional e Desenvolvimento Regional discute nesta terça-feira (14) o destino de 3.600 produtores rurais que tiveram suas terras interditadas após a criação da Floresta Nacional do Jamanxim, no município de Novo Progresso (PA). A floresta, de aproximadamente 1,3 milhão de hectares, foi criada pelo governo federal em 2006.
"O governo não se preocupou em calcular o impacto, sobretudo social, que essa determinação causaria sobre os produtores rurais que vivem nos limites da reserva e que terão de abandonar suas casas, sem ter para onde ir", diz o deputado Zequinha Marinho (PMDB-PA), que propôs o debate. Eles temem ficar sem indenização, pois muitos não possuem os títulos das terras que ocupam. "Se o governo queria fazer uma reserva ambiental ali, deveria ter feito isso há 30 anos e não em 2006, depois que o próprio governo incentivou a ida de trabalhadores sem-terra para a Amazônia", acrescenta.

Leia mais.
blog it

4 comentários:

Frederico Guerreiro disse...

Nada a comentar, mas por aqui sempre de olho nas notícias.
Abraço

Val-André Mutran disse...

A sua audiência é muito importante para o blog.
Obrigado Fred.

Frederico Guerreiro disse...

De nada, amigo.


Depois daqueles cd's, fiquei meio sem ação. Será difícil superar a seleção.
Mas mande o seu endereço para o meu e-mail.
Abraço

Frederico Guerreiro disse...

...alguém aqui em casa resolveu jogar fora a caixinha do SEDEX.