Comissão rejeita diploma de medicina cubano

As comissões de Seguridade Social e de Educação da Câmara dos Deputados rejeitaram projeto que permite o reconhecimento de diplomas de médicos brasileiros formados em Cuba. Mesmo assim, o projeto ainda vai a plenário. 

A proposta é fruto de acordo internacional firmado pelo governo brasileiro. O objetivo é validar diplomas de medicina expedidos em Cuba sem a necessidade de provas, levando em conta apenas se a grade curricular é compatível .

2 comentários:

Anônimo disse...

Se houver necessidade de complemento curricular de medicina entre Cuba e Brasil, que se faça. Pois, dizer que Medicina em Cuba é inferior a do Brasil é besteira! Portanto, não muito longe, no próprio Brasil algumas universiades particulares não são tão criteriosas na seleção e formação de médicos - ou seja, quem tem dinheiro estuda medicina sem esforço algum.

Val-André Mutran disse...

Você está coberto de razão anônimo.