Celso de Mello acata tese de Temer

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou hoje o pedido do DEM, do PPS e do PSDB para suspender a decisão do presidente da Câmara, Michel Temer, de dar uma nova interpretação às regras de votação de medidas provisórias. A decisão é liminar e só será definitiva após análise do Plenário do STF.

Um comentário:

Walter Silva rente disse...

Espero que o pleno STF mantenha essa sábia decisão do Ministro Celso de Mello. A sociedade brasileira não pode ficar a mercê de tracamento de pautas. E a Oposição que tem prestado relevantes serviços à sociedade, que respeite a soberana decisão do Supremo