Raposas no galinheiro

No Correio Braziliense

A aplicação dos mais de R$ 10 bilhões que serão investidos para a realização da Copa de 2014, no Brasil, serão fiscalizados por deputados suspeitos de desvio de recursos públicos, revelados em diversas operações policiais da Polícia Federal, nos últimos quatro anos. Alguns deles, como o peemedebista João Magalhães, Ademir Camilo Prates (PDT) e Carlos Willian (PTC), todos mineiros, são investigados na Operação João-de-Barro, que estancou um desvio de cerca de R$ 700 milhões do orçamento, incluindo verbas do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

4 comentários:

Dom Elias disse...

Tem como fazer algum comentário ?
Teriamos que perguntar se estes deputados não tem informação que alunos não tem como se deslocar para poder ser "desinstruidos" nos diferentes municípios.
Pensei que meu azar tinha cabado mais acaba de entrar no ar na TV o espaço político GRATUITO as quintas.
Que é que eu faço.
Vamos acabar com o espaço político GRATUITO!!!!!!
Grato.


Daniel
Daniel.

Val-André Mutran disse...

Só modificando a Lei Daniel.
Mas, hoje, ela não passa.

Anônimo disse...

O espaço gratuito não é tão gratuito assim... vc paga a energia para ter seu televisor ligado. Vc contribui atraves de tributos que são repassados para alguns que estão no mandato e aos partidos tb.Modificar a lei? Com tantas MP travando a pauta do Dia...até parece que eles trabalham muito...Lembre-se se vc trocou seu TV por um mais moderno que seja um que seja AAAAAAAAAAAAAAAAAAA assim pelo menos o consumo de energia é mais baixo. Aliás que sorte tem o governo em todos os niveis com referencia a energia elétrica...estamos por um fim por um blecaute geral, na geração, na transmissão e na distribuição, aguardemos que nada aconteça, será denominado como um casuismo que na verdade não é casuismo. Desligue seu TV até mesmo do stand by.

Anônimo disse...

Eu já disse: Esse Congresso está PODRE!Teria melhor serventia se fechado. A cada dia um novo escândalo. Casos de corrupção, desmandos de todas as naturezas. Aqueles que temem o seu fechamento em nome de uma suposta Democracia parecem desconhecer o que seja uma verdadeira DEMOCRACIA. Eles, os congressitas, estão a serviço de empresas e empresários e de si próprios.