Frente Parlamentar quer aposentadoria especial para garimpeiros

Mineração

Instalada no último dia 9, a Frente Parlamentar em Defesa dos Garimpeiros vai lutar pela aprovação de uma aposentadoria especial para os garimpeiros de todo o país e uma pensão vitalícia de três salários mínimos para os remanescentes do garimpo de Serra Pelada, a partir dos 50 anos de idade.

O presidente da Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp), Gessé Simão, está otimista quanto à viabilização dessa importante conquista dos garimpeiros. “A Frente Parlamentar em Defesa dos Garimpeiros está demonstrando grande interesse em atender às reivindicações da classe e temos a certeza de que os garimpeiros conseguirão seus objetivos”, afirmou Gessé.

O coordenador da FPDG é o deputado federal Cleber Verde (PRB-MA). O coordenador junto ao Senado é o senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA). A secretária geral é a deputada Elcione Barbalho (MDB-PA). Há ainda como integrantes da Frente o senador João Ribeiro (PR-TO) e os deputados José Fernando Aparecido de Oliveira (PV-MG), Ernandes Amorim (PTB-RO), Zequinha Marinho (PMDB-PA), Giovanni Queiroz PDT-PA), Márcio Jungueira (DEM-RR) e Carlos Brandão (PSDB-MA).

A aposentadoria especial e a pensão vitalícia serão propostas através de uma emenda ao Estatuto do Garimpeiro, apresentada pelo deputado Cleber Verde.
O presidente da Coomigasp disse que está preocupado com a questão do contrato que foi assinado pela direção anterior da Cooperativa com a Colossus, que faz os serviços de sondagem em Serra Pelada.

Ele adiantou que vai a Toronto (Canadá) discutir com a empresa uma mudança no contrato, pois do jeito que está os garimpeiros correm risco de perder direitos. “Não podemos deixar que direitos da classe sejam tirados. Por isso, vou a Toronto para discutir com a Colossus sobre o contrato”, afirmou Gessé.

3 comentários:

Mara disse...

QUER DIZER que os garimpeiros terão direito a aposentadoria vitalicia especial..tres salarios minimos!! ta certo!!pergunto: contribuiram desde sempre para o inss? adquiriram o direito como todos os trabalhadores? ou o governo vai diminuir ainda mais dos aposentados urbanos que ganham mais de um minimo para dar este presente para esta "ccategoria"...quem vai pagar a conta, mais uma vez?
estes trabalhadores produzem o que: ah!riqueza, para quem? (pergunta que não quer calar), além de devastarem o meio ambiente?

Anônimo disse...

e mais do que merecido tal pesao. so nao concorda quem nao conhece a realidade da serra e dos garimpeiros que tiveram seus direitos tolhidos por anos. temos uma reserva junto ao banco central fruto de direitos dos garimpeiros e o prejuizo de anos de espera sem poder trabalhar aguardando uma decisao e acordo judicial com vale e a coooperativa.proporcionamos sim dividendos ao pais.

Anônimo disse...

Antes da moça Mara tecer qualquer comentario, deveria se informar melhor sobre a vida dos garimpeiros, dos sofrimentos que tiveram. E com certeza o trabalho deles contribuiu muito para o País, de alguma forma esta pessoa também foi beneficiada.