Pressão surte resultado e plebiscito do Carajás será examinado amanhã na CCJ do Senado

Texto e Fotos: Val-André Mutran

Imagem 137 

Os corredores do senado foram obstruídos hoje por deputados federais, estadual, prefeitos e vereadores interessados na criação do Estado do Carajás. Após rápida reunião na sala da presidência da Comissão da Amazônia, Integração Nacional e de Desenvolvimento Regional, a comitiva com representantes de quase todos os 39 Municípios que comporão o mais novo estado do país, visitaram gabinetes de alguns senadores – preferencialmente – os que são membros da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal.Imagem 213

A articulação da mobilização partiu do deputado federal Giovanni Queiroz (PDT-PA) autor do Projeto do Decreto Legislativo Nº 159-B, de 1992, que tramita na Câmara que autoriza a realização do plebiscito para a criação do Estado do Carajás, com o apoio dos deputados Asdrubal Bentes (PMDB-PA), Bel Mesquita (PMDB-PA), Wandenkolk Gonçalves (PSDB-PA), Zequinha Marinho (PMDB-PA) e da deputada estadual Tetê (PSDB-PA).

Imagem_149

"A receptividade foi excelente e acho que a nossa luta está sendo bem recebida pelos senadores que conhecem nossos problemas", disse o prefeito de Marabá, Maurino Magalhães que liderou a maior comitiva vinda do sul/sudeste do Pará, Estado que terá sua área revista caso o Projeto de Decreto Legislativo seja aprovado na Câmara e Senado e, posteriormente a realização de um plebiscito popular, a população paraense vote "sim" à criação do Estado do Carajás.

Imagem_142

"Sou contra que integridade territorial do Pará seja revista, mas, estou sensibilizado com a ausência do Estado na região e, como democrata, apóio a realização do plebiscito", disse o senador José Nery (PSol-PA), parlamentar que logo ao assumir seu mandato como suplente era radicalmente contra a própria autorização plebiscitária.

Imagem_164

Posição diametralmente diferente assumiu publicamente diante da comitiva o senador Delcídio Amaral (PT-MS). "Sou um soldado nesta luta. Contem comigo!", arrancando aplausos efusivos dos presentes.

Imagem_165

Um dos mais influentes parlamentares do Congresso Nacional, Amaral morou na região do Carajás em 1981. Uma de suas filhas nasceu em Tucuruí e o senador sulmatogrossense já residiu em Marabá, saindo de lá para a Diretoria de Operações da Eletronorte e de lá para a vitoriosa carreira política.

Imagem_168

Outro senador consultado pela comitiva Pró-Carajás foi o senador Jayme Campos (DEM-MT). "Sou testemunha de quanto o Estado do Mato Grosso cresceu e melhorou as condições de vida para seus habitantes após a criação do nosso estado irmão: Mato Grosso do Sul", garantiu o senador.

Imagem_183

O senador presidente da CCJ no senado, Demóstenes Torres (DEM-GO) disse que caso o relator da matéria senador Valter Pereira (PMDB-MS) pedisse a reversão de pauta a matéria seria votada amanhã (3/06) na sessão da comissão.

Imagem_245

Vitória para inclusão na pauta

A comitiva dirigiu-se em seguida e localizou o senador Valter Pereira no Plenário do Senado. O relatório do Projeto de Decreto Legislativo (PDS) nº 52, de 2007, de autoria do Senador Leomar Quintanilha que tem o objetivo de convocar plebiscito visando à criação do Estado do Carajás, apresentado pelo senador Valter Pereira, já se encontrava desde o dia 8 de maio na Comissão de Constituição e Justiça do Senado Federal pronto para votação e o pedido da comitiva de inversão de pauta foi aceito para satisfação de todas as comitivas vinda do sul do Pará.
Imagem_227
“Amanhã seria interessante que todos os moradores do sul e sudeste do Pará pudessem enviar um e-mail para cada senador membro da CCJ pedindo solicitando que vote a favor do PDS nº 52, de 2007”, convocou Giovanni Queiroz (PDT-PA).
 Imagem_261

Confira os membros da CCJ no Senado:

Titulares

Marina Silva (PT) Aloizio Mercadante (PT) Eduardo Suplicy (PT) Antonio Carlos Valadares (PSB) Ideli Salvatti (PT) Expedito Júnior (PR) Pedro Simon (PMDB)Almeida Lima (PMDB) Gilvam Borges (PMDB) Francisco Dornelles (PP) Valter Pereira (PMDB) Wellington Salgado de Oliveira (PMDB) Kátia Abreu (DEM)Demóstenes Torres (DEM) Jayme Campos (DEM) Marco Maciel (DEM) Antonio Carlos Júnior (DEM) Alvaro Dias (PSDB) Sérgio Guerra (PSDB) Lúcia Vânia (PSDB) Tasso Jereissati (PSDB) Romeu Tuma (PTB) Osmar Dias (PSDB)

Suplentes

Renato Casagrande (PSB) Augusto Botelho (PT) Marcelo Crivella (PRB) Inácio Arruda (PC DO B) César Borges (PR) Serys Slhessarenko (PT) Romero Jucá (PMDB) Leomar Quintanilha (PMDB) Geraldo Mesquita Junior (PMDB) Lobão Filho (PMDB) Valdir Raupp (PMDB) Neuto de Conto (PMDB) Efraim Morais (DEM)Adelmir Santana (DEM) Raimundo Colombo (DEM) José Agripino (DEM) Eliseu Resende (DEM) Eduardo Azeredo (PSDB)(26) Marconi Perillo (PSDB)
Arthur Virgílio (PSDB) Flexa Ribeiro (PSDB) Gim Argello (PMDB) Patrícia Saboya (PDT)

17 comentários:

Maroildo Oliveira disse...

MAIS UM ESTADO, MAIS GOVERNADOR, VICE, DEP. ESTADUAIS E COM TODOS ESSES, Ns ASSESSORES E UMA GASTANÇA DESCOMUNAL.
CHEGA DE INVENCIONICES.

Albênio disse...

Parabéns aos nossos políticos e principalmente ao nosso Giovani Queirós!
Estamos ao lado da razão.

Forte abraço a vc. Val-André.
Albênio.

Anônimo disse...

ESTADO DO CARAJÁS.
A LIBERDADE ENFIM ESTÁ CHEGANDO.

PARABÉNS AO DEPUTADO GIOVANNI QUEIROZ-PDT/PA, POR ESTÁ DEFENDENDO O SONHO DE UM POVO QUE CLAMA POR INDEPENDENCIA.

EDMILSON BARBOSA
GRUPO AMAZONICO DE RESGATE SOCIAL
BELÉM-PA

Anônimo disse...

Estamos de olho nos políticos que irão decidir o nosso futuro!
Eles irão escrever uma nova história para nosso País! E nos livros escolares, aparecerão seus nomes perpetuados!

Desde já agradeço a votação de um simples "SIM" para o plebiscito. Só isto que queremos!

Anônimo disse...

Quem Não for a favor da criação de Carajas desconheçe a relidade da nossa Região

Anônimo disse...

É vão criar mais ralo de dinheiro público. Quantos vagas de deputados federais vão ser ofertadas ao mercado político? Mais 3 senadores logicamente estarão com vagas garantidas. Mais um governador, um vice-governador, uma penca de secretários e funcionários públicos e um bando de deputados estaduais. Este país não tem jeito. Coitada da população que vai votar nesse plesbicito. Totalmete enganada pelos políticos de sempre. Primeiro eles vão criar seus cargos, suas remunerações, suas panelas e os empregos para os seus apaniguados. Mais um estado é mais uma fonte de despedício de dinheiro público. É mais uma maternidade de políticos corruptos. Precisamos dar um basta nessa farra com dinheiro público. Estou com pena do povo paraense que terá que sustentar mais um bando de Jader Barbalho e seus ranários

Anônimo disse...

A quem interessa relmente um novo estado ? eu sei que ao povo não e , porque , politico quando está muito interessado ,e porque vai entrar grana ou no bolso deles, ou no bolso de algum parente , e consequentemente eles vão ganhar alguns por tabela é o não é meus queridos parlamentares?

Antonio Guilherme disse...

Penso que é a melhor maneira do Brasil se deselvolver mais rapido é tornando os estados menores. Onde a maior atuação dos governandes e progresso do povo. Devemos se lutar para ter estados menores e com mairo força politica, espero que o mesmo aconteça com o Triangulo em minas.

juvenal disse...

PARABÉNS DEP. GIOVANNE QUEIROZ-PA, PELA LUTA E AGORA PARCELA DA VITORIA NA CCJ.AGRADECIMENTO DA RADIO CIDADE FM-CONCEIÇÃO DO ARAGUAIA.
OUÇA 12:00 DIA 04/06 ENTREVISTA C/ DEP. GIOVANNE QUEIROZ...PARABENS.
JUVENAL SOUSA

Anônimo disse...

Não há nenhum paraense legítimo que apoie esse desmembramento. Só o apoia aqueles que vieram de outros Estados e tem interesse político nos seus Municípios. Só os imigrantes.
Mas essa idiotice vai terminar vingando. Que Pena!

Anônimo disse...

É ISSO AI, PRECISAMOS DA NOSSA INDEPENDENCIA, MERECEMOS MAIS ESTE ESTADO.

Anônimo disse...

Isso é que f.... os caras vem de fora; desmatam, surrupiam, destroem e ainda querem dividir. Fazer o que né; a corja da classe política local nunca teve interesse em defender os interesses da população que os elege. Lamentável.

Anônimo disse...

Realmente, alguns BELENENSES não apóiam a criação do Estado, dada a conveniência de a destinação dos impostos arrecadados pelo povo que dá duro no sul do Pará ser destinado apenas ao entorno de Belém, onde a governadora não se preocupa em disfarçar sua total proteção.
E os trabalhadores do sul do Pará continuam pagando para aumentar o padrão de vida do norte do Estado, enquanto permanecem esquecidos pelo governo estadual.
É hora de mostrar que não somos bonecos nas mãos do governo paraense, que só lembra do sul do Estado na hora de pedir votos!! Vamos votar sim no plebiscito e eleger políticos que sempre estiveram ao nosso lado, lutando pela melhoria da qualidade de vida no nosso sul e sudeste, tão rico e tão explorado!!
Temos o direito de evoluir, assim como ocorreu com o Estado do Tocantins e Mato Grosso do Sul, que até então não passavam de ricas regiões esquecidas e entregues à pobreza!
Obrigado, Deputado Giovanni, que nunca abandonou essa causa, e não cansa de repetir que só estará satisfeito quando conseguir criar nosso Estado de Carajás!!!!

Anônimo disse...

estou me divertindo ao ver a tentativa em vão dos moradores do norte do Pará de enganar a população sulista, (que está cansada de saber dos desmandos e da postura reprovável da Ana Júlia em relação ao sul do estado), para que não percam uma grande fonte de riquezas fáceis de conseguir.
mas mesmo que não pareça, a maioria do povo sul paraense está ciente do que é melhor para ele e não vai ceder aos apelos desesperados e aos argumentos frágeis de quem quer continuar a explorá-los.
vamos lá, continuem postando!

Valbe Rodrigues, Conceição do Araguaia - sul do Pará e futuramente Carajas. disse...

Parabéns Dep. Giovane Queiroz e todos os que lutam pela criação do estado de Carajás. Quem é contra essa criação´, é desconhecedor da siltuação da região sul e sudeste deste estado, que por ser enorme nos deixa a uma distancia grandiosa da capital Belém, onde os investimentos quase nunca chega aqui. Votem "SIM" para a criação do estado de Carajás.

Anônimo disse...

Paraenses legitimos são os indios que aqui moravam quando da habitação de povos europeus no século passado, como Brasileiros de diversos estados vieram habitar aqui neste estado no século atual e desenvolveram o Sul do Pará nada mais justo que sejam participantes das riquesas por eles geradas as quais em sua quase totalidade são investidas na região norte do Pará principalmente na capital do estado(quem está longe fica esquecido Parabens exelentissimo deputado Giovani Queiroz por sua iniciativa justiça antes tardia doque nunca

Anônimo disse...

Eu vou me sentir de alma lavada ao ver esse Estado emancipado. Não é justo o Carajás estar subordinado à Belém q culturalmente não tem nada a ver com nossa região. É a realização de um sonho e q essa liberdade não tarde.

VAI, CARAJÁS!!!